segunda-feira, 24 de outubro de 2011

DEZEMBRO: O Aparente Caminho do Sol, dos Planetas e da Lua

Caro Amigo das Estrelas, Caminhante do Céu e da Terra:

Eu sou absolutamente apaixonada pela visão do céu estrelado a olho nú e convido você a também me acompanhar nesta viagem estelar.  Moro no Sítio das Estrelas, Latitude 22s52 e Longitude 43w00 e, portanto, meus textos apresentam a visão que tenho do céu a partir desse ponto no Planeta Terra. 

Ah, aproveite para dar um pulinho
em http://sobrevirgo.blogspot.com e em http://sobrelyra.blogspot.com
e dedicar um tantinho de sua leitura e de seus estudos acerca as Constelações da Virgem e da Lira, descritas por mim e dando início ao meu projeto de As 99 Constelações do Céu Estrelado: Da Terra ao Céu e ao Infinito.

Com um abraço estrelado, Janine


O aparente Caminho do SOL, dos Planetas e da LUA
 ao longo do mês de DEZEMBRO


Janine Milward
O APARENTE CAMINHO DO SOL NO MÊS DE DEZEMBRO:
Nossa estrela maior, o SOL, começa o mês de dezembro fazendo sua conjunção anual com a estrela Antares – a rival de MARTE. A partir de então, o SOL deixa o Escorpião e adentra as vizinhanças por onde a cobra mora, Ophiúco, tendo a estrela Sabik, ao norte no dia 10.
Entre os dias 15 e 20, o SOL, deixando o ambiente do animal rastejante e dirigindo-se ao seu encontro com o Sagitário, aponta, mesmo que de longe, para o ponto que marca o chamado direcionamento ao centro da Galáxia.
No dia 21, o SOL alcança seu local de SOLstício. Para nós do hemisfério sul, começa o verão!
Não deixem de inspecionar a sombra realizada pelo SOL nesse mesmo dia, na hora do meio-dia real (sem horário de verão) e para aqueles sob a latitude dos 23 graus: não existe qualquer sombra! (pois o SOL estará verdadeiramente a pico).
Já para o final do mês de dezembro, nosso SOL passeia pelos campos do Sagitário, bem próximo à estrela Nunki, com a Coroa Austral ao sul.



PLANETAS, OS DEUSES ESTÃO NO CÉU:

MERCÚRIO tomou seu movimento de marcha-ré ao final do mês anterior e então acaba sendo engolido pelo horizonte oeste - onde dava um verdadeiro show juntamente com VÊNUS! - e encontra-se com o SOL já no começo do mês e ambos próximos à estrela Antares, alfa do Escorpião e coração do animal rastejante.  Depois, MERCÚRIO continua seu movimento para trás até chegar na cabeça do Scorpio onde novamente retoma seu movimento direto, encontra-se uma vez mais com Antares, sentindo-lhe o coração fremente, e parte célere para abraçar-se a Ophiúco.  Com sorte, na madrugada antes do nascer do SOL e em horizonte leste muitíssimo baixo, poderemos ver a LUA muitíssimo murchenta indo ao encontro de MERCÚRIO.

VÊNUS começa o mês de dezembro adentrando a constelação do Sagitário e tomando chá servido pelo bule de chá estelar.....  até que, já para os dias finais do ano, adentra a constelação do Capricórnio, com o testemunho da belíssima estrela Altair, alfa da Águia, na direção certeira e mais ao norte.  VÊNUS estará não muito distanciada do SOL porém plenamente visível em horizonte oeste bem baixo. No cair da noite do dia 27, podemos nos deixar encantar com a maravilhosa visão da LUA, em seu finíssimo anel de recém Nova, encontrando-se com a bela VÊNUS, estrela vespertina, em horizonte oeste baixo.

MARTE estará bravamente guerreando com o corpo do Leão ao longo do mês de dezembro e certamente será um visão maravilhosa para nossos olhos e fica visível o desejo caloroso do deus da guerra de encontrar-se logo logo com Denebola, a bela estrela que mora na cauda do rei dos animais celestiais. Na noite alta do dia  17, veremos o encontro entre LUA e MARTE.

JÚPITER parece feliz da vida, todo sempre brilhante e esfuziante dentro dos céus estrelados da noite alta e bem visível aos nossos olhos fascinados pelo deus dos deuses!  É sempre um grande prazer se seguir os passos jupiterianos nos céus pois que este Planeta bem nos demonstra o que significa o movimento direto e o que significa o movimento de marcha-ré.... e, neste momento, JÚPITER está praticamente parado.... junto às estrelas Hamal e Scheratan, alfa e beta de Áries... (onde encontra-se com a LUA no dia 6) porque estará retomando seu movimento direto ainda antes do final do ano!  A verdade é que JÚPITER tem gana de vivenciar a constelação de Áries de maneira bem rápida de forma que possa vir a encontrar-se com as irmãs chorosas, as Pleiades, em final de junho de 2012 e encontrar-se com a belíssima Aldebarã, o Olho Iluminado do Touro, em final de julho de 2012.

SATURNO, depois de ter se encontrado demoradamente com o feixe de trigo que mora nos braços da Virgem, em Spica, a estrela alfa que mora na Linha da Eclíptica, continua em seu andar vagaroso e pesado ao longo da Virgem, já demonstrando seu interesse em adentrar a constelação da Balança.... (questão que apenas acontecerá ao final do ano de  2012, porque ainda SATURNO terá muitas questões a tratar com a Virgem e novamente encontrar-se com Spica ao longo de todo o miolo do ano de  2012 - de onde retomará seu movimento direto de maneira a poder dizer adeus à Virgem!).  Neste momento, SATURNO voltou ao nossos olhos admirados por sua beleza, porém em madrugadas sonolentas, ainda antes do SOL nascer, no momento do canto primeiro do galo.  No dia 20, a LUA encontra-se com SATURNO e ambos se regozijam por estarem tão próximos a Spica!

URANO começa o ano já na fronteira da constelação do Aquário e bem debaixo do círculo formado pela cauda de um dos dois peixes da constelação de Peixes e bem diante do Cavalo Alado Pegasus - bem no ponto onde é marcado o encontro entre a linha da Eclíptica com o equador celeste e onde é marcada a Era ainda de Peixes e onde acontece o Equinócio Vernal, o Equinócio da Primavera - ponto, aliás, que URANO estará por ali vagarosamente passeando ao longo de todo o ano de 2011. Dia 25 de setembro, URANO realizou sua Oposição ao SOL. É sempre interessante sabermos que o melhor momento para apontarmos nosso telescópio para um Planeta exterior é em seu momento de oposição - quando a luz do SOL bate em cheio no Planeta.  Sendo um Planeta de magnitude 5, dizem os alfarrábios que pode vir a ser visualizado a olho nú...  será?

NETUNO passeia bem vagarosamente - e assim deverá se manter ao longo de todo o ano de 2011 -através a fronteira entre as constelações de Capricórnio e de Aquário - constelações apenas possíveis de serem observados em sítios campestres mais distanciados das luzes urbanas. NETUNO pode ser observado apenas através telescópio.  Dia 22 de agosto, NETUNO realizou sua Oposição ao SOL.  É sempre interessante sabermos que o melhor momento para apontarmos nosso telescópio para um Planeta exterior é em seu momento de oposição - quando a luz do SOL bate em cheio no Planeta.

O CAMINHO DA LUA AO LONGO DO MÊS DE DEZEMBRO - Olhe para o céu!

Dia 1 - O mês começa com a LUA concluindo sua passagem por Capricórnio e adentrando Aquário. A Lua começa a se mostrar engravidada por seu encontro recente com o Sol, em eclipse parcial... mas, mesmo assim, pode nos mostrar, ao norte, a presença das três estrelas formadoras da cabeça da Águia e sempre iluminadas por sua Alpha, Altair.  Um tanto mais ao norte, podemos sempre nos deixar encantar pela presença da estrela Alpha Lyrae, Vega, e também, mais adiante, pelo vôo tão interessante do Cisne, finalizada por sua estrela Alpha, Deneb, a cauda.  O chamado Triangulo do Verão (para o hemisfério norte) já está nos dizendo adeus, certamente.
Dias 1, 2 e 3 - LUA em Aquário. Dia 2, LUA Crescente.  A crescente luminosidade da Lua nos impede de observarmos as interessantes estrelinhas ziguezaguantes do Aguadeiro, que pena!
Dias 3, 4, 5, e 6 - LUA em Peixes.  Se olharmos um tantinho mais ao sul, nos depararemos com a belísisma estrela Alpha Piscis Austrinus, Fomalhaut.
Dias 6, 7 e 8 - LUA em Áries onde encontra-se com JÚPITER, ambos aos pés das estrelas ponteadoras Hamal e Sheratan.
Dias 9, 10 e 11 - LUA em Touro.  LUA Cheia dia 10 com Eclipse total da LUA não-visível para o Brasil. que pena... porque esta região do céu é de uma beleza verdadeiramente estonteante em função da presença da Via Láctea que nos encanta a visão.
Dias 11, 12 e 13 - LUA em Gêmeos.  Depois do Plenilúnio, retorna o bom tempo para os amantes das estrelas e para os estudiosos da Astronomia observarem o céu estrelado pois que a Lua começa a chegar mais e mais atrasada, a cada noite, nos proporcionando céus escuros e transparentes... até sua chegada sempre anunciada por um clarão intenso e esbranquiçado vindo da região leste do céu. 
Dias 13, 14 e 15 - LUA em Caranguejo.  Penso que já seja bem possível observarmos a Hydra com sua cabeça apontando para a constelação de Câncer e então rastejando seu corpo vípero primeiramente apresentando sua estrela Alpha Alphard e depois avizinhando-se da Taça, do Corvo, da Virgem e indo terminar com sua cauda já próxima à constelação da Balança.  Ao mesmo tempo, é sempre bom podermos nos deixar enlear pela presença encantadora de Sirius, a estrela Alpha Canis Majoris, a bela da noite, sendo antecipada pela também maravilhosa estrela Alpha do Navio Argus, Canopus.  Toda esta parte do céu é pavimentada pela Via Láctea com suas estrelinhas compactadas e esfumaçadas.
Dias 16, 17 e 18 - LUA em Leão. Dia 17, LUA Minguante.  Na noite alta do dia  17, veremos o encontro entre LUA e MARTE.  Talvez possamos observar com maior clareza as constelações mais ao norte, acolhendo o Leão Menor e depois nos deixando entrever, mesmo que de forma não muito clara, a belíssima constelação da Ursa Maior, suas patas e até o asterismo que forma o Grande Carro - se estivermos em lugar de céus escuros e transparentes e com a região norte bem baixa, certamente, ou mesmo em latitudes mais ao norte do Brasil.
Dias 18, 19 e 20 - LUA em Virgem encontrando-se com SATURNO sonolento que recém retomou seu andamento no céu do leste.  É sempre interessante nos deixarmos embevecer pela presença da estrela Alpha Virgo, Spica (agora acolhendo a próxima visita de Saturno e da Lua), e, olhando mais ao norte, sermos atraídos indefectívelmente pela estrela amarelada e intensa que é Arcturus, a Alpha do Boieiro.
Dias 20, 21 e 22 - LUA em Balança.  Sempre o momento que antecede a LUA Nova é um momento verdadeiramente perfeito para que possamos nos encantar com o céu estrelado!  Já com o mês de dezembro bem andado, podemos observar o fato de que as constelações de Capricórnio, de Aquário e de Peixes começam a nos dizer adeus, caindo no horizonte oeste bem cedo e nos ampliando a visão do zênite através o Mito de Andromeda, com belíssima visão do Cavalo Alado Pegasus, da galáxia nossa irmã, Andromeda, da Baleia Cetus, de Cepheu e Cassiopéia bem ao norte sendo seguidos por Perseus, o herói salvador da donzela acorrentada!  Com boa sorte, na mesma direção de Pegasus, porém bem ao sul, podemos observar as duas Nuvens de Magalhães - porém em lugares de céus escuros e transparentes, é claro.  As duas estrelas ponteadoras de Áries já estão nos céus  e caminhando para o zênite sendo seguidas pelo Touro com suas Pleiades e sua estrela alfa, Aldebarã e ambas apontando para o norte que nos revela a beleza da chegada de Capella, alfa do Cocheiro.  Começa, então, um tempo de maravilhas podendo ser observadas nos céus estrelados, com a presença do Gigante Órion que nos emociona com seu pé Rigel, com Betelgeuse e Bellatrix formando seu corpo e com as populares Três Marias formando seu Cinturão... e em lugares de céus escuros e transparentes - como no Sítio das Estrelas -, sempre poderemos observar seu elmo e seu escudo!  Achernar, a alfa do rio Eridanus realiza seu rodeio ao pólo sul e é seguida por Canopus, a alfa do Navio que introduz a chegada da belíssima Sirius, a alfa do Cão Maior.
Dias 22, 23 e 24 - LUA em Escorpião e em Ophiúco.  Com sorte, na madrugada antes do nascer do SOL e em horizonte leste muitíssimo baixo, poderemos ver a LUA muitíssimo murchenta indo ao encontro de MERCÚRIO.
Dias 24, 25 e 26 - LUA em Sagitário. LUA Nova dia 24.
Dias 26, 27 e 28 - LUA em Capricórnio.  No cair da noite do dia 27, podemos nos deixar encantar com a maravilhosa visão da LUA, em seu finíssimo anel de recém Nova, encontrando-se com a bela VÊNUS, estrela vespertina, em horizonte oeste baixo.  Evento sempre imperdível, bom para os seresteiros, poetas, enamorados, amantes das estrelas.
Dias 29, 30 e 31 - LUA em Aquário e adentrando Peixes somente de noitinha. 


Com um abraço estrelado,
Janine Milward
Sítio das Estrelas - parada de um caminho a Caminho do Céu
janine@powermail.com.br

NOVEMBRO: O Aparente Caminho do Sol, dos Planetas e da Lua

Caro Amigo das Estrelas, Caminhante do Céu e da Terra:

Eu sou absolutamente apaixonada pela visão do céu estrelado a olho nú e convido você a também me acompanhar nesta viagem estelar.  Moro no Sítio das Estrelas, Latitude 22s52 e Longitude 43w00 e, portanto, meus textos apresentam a visão que tenho do céu a partir desse ponto no Planeta Terra. 

Ah, aproveite para dar um pulinho em
http://sobrevirgo.blogspot.com e em http://sobrelyra.blogspot.com
e dedicar um tantinho de sua leitura e de seus estudos acerca as Constelações da Virgem e da Lira, descritas por mim e dando início ao meu projeto de As 99 Constelações do Céu Estrelado: Da Terra ao Céu e ao Infinito.

Com um abraço estrelado, Janine


O aparente Caminho do SOL, dos Planetas e da LUA
 ao longo do mês de NOVEMBRO

Janine Milward

O Aparente Caminho do Sol:

Zubenelgenubi, a alfa da Balança, é a estrela que se situa bem no caminho da Eclíptica por onde o SOL inicia o seu mês de novembro. Dos dias 01 ao 15, o SOL equilibra-se entre os pratos da Balança. Também nesses tempos, o SOL tem ao sul ainda a finalização da cauda da Hydra que teve seu começo em sua cabeça apontando para o Presépio, M44, em Câncer e foi serpenteando, com seu coração batendo em Alfard próxima ao Sextante e bem ao sul do garboso Leão. A Hydra continua seu serpenteamento ao sul do Cálice e do Corvo, com a Virgem também ao norte, finalmente encontrando seu final aos pés da Balança. Ao norte, nesses tempos, tem início o serpentear da Serpente, inicialmente em sua Cabeça, insinuando-se através do Ofiúco divisando o Escorpião e ainda avançando para o norte do Sagitário, terminando sua movimentação serpenteadora apenas para o final de janeiro, próximo à Áquila.
O SOL adentra a cabeça do Escorpião no dia 20 de novembro e entre os dias 25 e 30, passa ao largo da bela gigante-vermelha, Antares, Anti-Ars, o coração do animal rastejante.  Eclipse parcial do SOL dia 25 - não-visível para o Brasil.


PLANETAS, OS DEUSES ESTÃO NO CÉU:

MERCÚRIO inicia o mês de novembro plenamente confiante em seu andar lépido que o distancia do SOL mais e mais e que o coloca em boa visibilidade no cair da noite, em horizonte oeste, já deixando a constelação da Balança e com toda a intenção de adentrar a cabeça do Escorpião e de encontrar-se com Antares, a alfa Scorpio nos primeiros dez dias do mês e então mergulhar nos braços do Ophiúco, a décima-terceira constelação do Zodíaco, realmente. Ao final do mês, MERCÚRIO precisará deter seu andar lépido e distanciador do SOL em função do fato de que terá que engatar seu movimento retrógrado. Será muito interessante observar não somente MERCÚRIO em seu andar rápido como também VÊNUS em sua companhia! Dias 26 e 27, LUA encontrando-se com MERCÚRIO e com VÊNUS, respectivamente, em horizonte oeste ainda bem baixo porém é bom podermos nos preparar para este evento tão simpático, com a LUA em finíssimo anel passeando ao largo do mensageiro dos deuses e da bela estrela vespertina.

VÊNUS estará seguindo os passos mercurianos ao longo do mês de novembro - e será um imensíssimo prazer ver os dois Planetas Interiores passeando juntos ao longo da constelação do Escorpião, realmente, cumprimentando juntos Antares....  que maravilhosa visão!.... Apenas que, diferente de MERCÚRIO (que engatará marcha-ré ao final do mês), VÊNUS continuará seu trajeto, passando por Schaula na cauda do Escorpião e visitando as galáxias esfumaçadas que moram entre a constelação do animal rastejante e do Sagitário. Dias 26 e 27, LUA encontrando-se com MERCÚRIO e com VÊNUS, respectivamente, em horizonte oeste ainda bem baixo porém é bom podermos nos preparar para este evento tão simpático, com a LUA em finíssimo anel passeando ao largo do mensageiro dos deuses e da bela estrela vespertina.

MARTE continua arrebatando os corações através seu andar marcial e decido já prometendo se encontrar com Regulus, a estrela alfa do Leão e depois continuar seu passeio ao longo do corpo do rei dos animais.  Dia 19 nos apresenta o encontro entre LUA e MARTE.

JÚPITER também estará arrebatando nossos corações com sua visão altaneira e brilhante noite adentro e agora, no mês de novembro, praticamente abraçando as estrelas ponteadoras de Áries, Hamal e Scheratan! Dia 10, LUA Cheia tendo encontrado-se, um dia antes, com JÚPITER: que visão belíssima!

SATURNO nos trará a grande satisfação de poder vê-lo passando bem próximo a Spica, a alfa de Virgem, ao longo do mês de novembro!  E o melhor da festa é que o SOL começará a se afastar de SATURNO, andando mais rapidamente - fazendo com que o Planeta amarelado e sisudo possa voltar a encantar nossos olhos observadores e sonolentos nas madrugadas um tantinho antes do SOL nascer, em horizonte leste bem baixo e nos brindará com seu encontro com a LUA, no dia 22.  Quando a LUA encontra-se com SATURNO, ambos se regozijam por estarem tão próximos a Spica!

URANO começa o ano já na fronteira da constelação do Aquário e bem debaixo do círculo formado pela cauda de um dos dois peixes da constelação de Peixes e bem diante do Cavalo Alado Pegasus - bem no ponto onde é marcado o encontro entre a linha da Eclíptica com o equador celeste e onde é marcada a Era ainda de Peixes e onde acontece o Equinócio Vernal, o Equinócio da Primavera - ponto, aliás, que URANO estará por ali vagarosamente passeando ao longo de todo o ano de 2011. Dia 25 de setembro, URANO realizou sua Oposição ao SOL. É sempre interessante sabermos que o melhor momento para apontarmos nosso telescópio para um Planeta exterior é em seu momento de oposição - quando a luz do SOL bate em cheio no Planeta.  Sendo um Planeta de magnitude 5, dizem os alfarrábios que pode vir a ser visualizado a olho nú...  será?

NETUNO passeia bem vagarosamente - e assim deverá se manter ao longo de todo o ano de 2011 -através a fronteira entre as constelações de Capricórnio e de Aquário - constelações apenas possíveis de serem observados em sítios campestres mais distanciados das luzes urbanas. NETUNO pode ser observado apenas através telescópio.  Dia 22 de agosto, NETUNO realizou sua Oposição ao SOL.  É sempre interessante sabermos que o melhor momento para apontarmos nosso telescópio para um Planeta exterior é em seu momento de oposição - quando a luz do SOL bate em cheio no Planeta.


O CAMINHO DA LUA AO LONGO DO MÊS DE NOVEMBRO:

Dia 1 - LUA começando o mês ainda em Sagitário porém adentrando a constelação de Capricórnio.  Este é um ponto interessante dos céus estrelados devido ao fato de que estamos próximos à região que leva ao centro da Galáxia, nomeado de Sagitário A.
Dias 1, 2, 3 e 4 - LUA em Capricórnio. Dia 2, LUA Crescente.  A Lua já está clareando bastante os campos da roça e também as estrelinhas mais tímidas do céu - como é o caso da constelação do Capricórnio, certamente.
Dias 4, 5 e 6 - LUA em Aquário.  As estrelinhas ziguezagueantes do Aguadeiro desaparecem mediante o brilho sempre crescente da Lua grávida.  No entanto, é sempre interessante se trazer o olhar um tantinho para  o norte e observar a estrela Alpha Aquilae, Altair, sendo sempre acompanhada das duas outras estrelas, formando então, as três estrelas da cabeça da Águia quase o mesmo desenho das chamadas Três Marias, o Cinturão de Orion.
Dias 6, 7, 8 e 9 - LUA em Peixes.  É sempre interessante olhar um tantinho para o sul e observar a estrela Alpha de Peixes Austral, Fomalhaut, a boca do Peixe.
Dias 9, 10 e 11 - LUA em Áries.  Dia 10, LUA Cheia tendo encontrado-se, um dia antes, com JÚPITER: que visão belíssima!
Dias 11, 12, 13 e 14 - LUA em Touro.  A partir desses momentos, a Lua começa a desinchar, noite após noite, vagarosamente, trazendo uma luz mais boêmia por causa de sua chegada ao leste cada vez mais atrasada, noite adentro.  As estrelas que compõem a constelação do Touro  começam a retomar seus lugares, já podemos começar a observar e nos deixar embevecer pelas maravilhosas Pleiades, as irmãs chorosas, e pelas Hyades que formam a Cabeça do Touro acolhendo sua estrela Alpha, Aldebarã, o Olho Iluminado do Touro.
Dias 14, 15 e 16 - LUA em Gêmeos.  É sempre interessante podermos observar o galgar da Lua através os pés e as pernas e os troncos e então as cabeças dos Gêmeos Castor e Pollux!  A luminosidade da Lua estando decaindo noite após noite já nos permite observar o retorno da Via Láctea, as estrelinhas esfumaçadas, de algodão, alcançando o Gigante Orion e o Cão Maior acolhendo sua estrela Alpha Sirius, a bela da noite, e correndo em direção ao sul, em busca de uma aventura junto ao Navio, certamente.
Dias 16, 17 e 18 - LUA em Caranguejo. LUA Minguante.  Sempre que tivermos a oportunidade de observarmos a constelação de Câncer em noites escuras e transparentes, é bom que tomemos um bom tempo para nos deixarmos embevecer com a visão a olho nú do Presépio, um ninho de estrelinhas-bebês!  No caso de a Lua estar minguando, eu diria que um bom par de binóculos seria interessante.
Dias 19, 19 e 20 - LUA em Leão. LUA encontrando-se com MARTE.  Esse é um encontro bem interessante a ser observado já na madrugada sonolenta.  Sempre a constelação do Leão é interessante de ser observada em seu desenho tão óbvio deste animal rei das selvas na Terra.
Dias 21 e 22 - LUA em Virgem. Na madrugada do dia 22, veremos que SATURNO recém retornou à nossa visão agora na madrugada antecipadora da vinda do SOL e que a LUA vem encantar este retorno!  Lua e Saturno encontram-se já bem próximos à Spica, belíssima estrela Alpha Virgo. 
Dias 22, 23 e 24 - LUA em Balança. Sempre o momento que antecede a LUA Nova é um momento verdadeiramente perfeito para que possamos nos encantar com o céu estrelado!  Observe que o  Grande Triangulo do Norte formado pelas estrelas Altair (alfa da Águia), Vega (alfa da Lira) e Deneb (alfa do Cisne) já começa a descer no horizonte oeste trazendo, em seu caminhar, as constelações do Capricórnio, do Aquário e dos Peixes e já deixando nos encantar com todo o Mito de Andromeda, descrito no mês de outubro, e também, com a noite seguindo seus passos, nos anunciando a chegada, no leste, das estrelas ponteadoras da constelação de Áries, Hamal e Sheratan bem como começando a introduzir no céu estrelado as irmãs-chrosas, as Pleiades, seguidas por Antares, a alfa do Touro.
Dias 24, 25 e 26 - LUA em Escorpião e em Ophiúco. LUA Nova. Eclipse parcial do SOL dia 25 - não-visível para o Brasil.  Este eclipse parcial acontecerá exatamente na cabeça do animal rastejante e é pena que não é total - pois se fosse, brindaria seus observadores privilegiados com a presença próxima da estrela Alpha Scorpius, Antares.
Dias 27, 28 e 29 - LUA em Sagitário.  Dias 26 e 27, LUA encontrando-se com MERCÚRIO e com VÊNUS, respectivamente, em horizonte oeste ainda bem baixo porém é bom podermos nos preparar para este evento tão simpático, com a LUA em finíssimo anel passeando ao largo do mensageiro dos deuses e da bela estrela vespertina.  Evento realmente imperdível... se o tempo chuvoso deixar...
Dias 29 e 30 - O mês termina com LUA em Sagitário e depois entrando em Capricórnio.

Com um abraço estrelado,
Janine Milward
Sítio das Estrelas, parada de um caminho a Caminho do Céu
janine@powermail.com.br