sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Lua iluminando Capricornus e Aquarius!





Olá!


Sabemos que Aquarius é uma imensa constelação
acolhendo estrelinhas bem simpáticas porém tímidas
- e, portanto, não poderão ser observadas
durante este momento de Lua já bem iluminada
e buscando seu momento de Cheia, mais alguns dias à frente.

Gostaria de chamar a atenção do Caro Leitor
para o fato de que existe uma espécie de fusão, digamos assim,
entre os campos das constelações Capricornius e Aquarius.

Se bem observarmos em nossa Postagem de ontem, dia 30,
-  http://oceudomes.blogspot.com.br/2014/10/lua-crescente-visitando-capricornus.html -
a Lua se apresentava meio iluminada meio ensombreada
 - Lua Crescente -
e adentrando a constelação Capricornus através os Chifres da Cabra.

Em apenas um dia de andamento,
veremos a Lua ao mesmo tempo em que ainda vem visitando Capricornus
também vem começando a visitar Aquarius!

E mais:
 nesse momento de hoje, com a Lua neste posicionamento
fusionando Capricornus e Aquarius,
poderemos observar que
ainda constando da constelação Capricornus,
estaremos encontrando o Objeto Messier M30.

E poderemos também observar que
já constando da constelação Aquarius,
estaremos encontrando os Objetos Messier M72 e M73
- recém visitados pela Lua!

E ainda poderemos observar que
amanhã, ao cair da noite, o Objeto Messier 2
já terá sido também contemplado pela visita da Lua!

Com um abraço estrelado,
Janine Milward



 http://www.stellarium.org/pt/
http://www.stellarium.org/pt/

 http://www.stellarium.org/pt/


M 30 - Objeto Messier em Capricornus


 Nesse momento de hoje, com a Lua neste posicionamento
fusionando Capricornus e Aquarius,
poderemos observar que
ainda constando da constelação Capricornus,
estaremos encontrando o Objeto Messier M30.

Leia mais sobre M30
em
  http://oceudomes.blogspot.com.br/2014/10/lua-crescente-visitando-capricornus.html 

 http://www.stellarium.org/pt/




Objetos M72 e M73 (são bem próximos um ao outro) em Aquarius

E poderemos também observar que
já constando da constelação Aquarius,
estaremos encontrando os Objetos Messier M72 e M73
- recém visitados pela Lua!

Leia mais abaixo algumas informações sobre estes Objetos Messier.



http://www.stellarium.org/pt/



Objeto Messier 2, em Aquarius

E ainda poderemos observar que
amanhã, dia 01 de novembro, ao cair da noite, o Objeto Messier 2
já terá sido também contemplado pela visita da Lua!

Leia mais abaixo alguma informação sobre este Objeto Messier.




http://www.stellarium.org/pt/





Mario Jaci Monteiro - As Constelações, Cartas Celestes - CARJ



Mario Jaci Monteiro - As Constelações, Cartas Celestes - CARJ



Mario Jaci Monteiro - As Constelações, Cartas Celestes
 - excerto apresentando ALFABETO GREGO, CONVENÇÕES E USO DA CARTA CELESTE





AQUARIUS, O AGUADEIRO



Posicionamento:
Ascensão Reta 20h36m / 23h54  -  Declinação + 3o 1’ a - 25o 2’



Mito:
O Aguadeiro representa Ganimedes, filho de Calliso, a mais bela dos mortais.  O rapaz foi carregado para os céus por uma águia para atuar como copeiro de Júpiter.  

De acordo com outro mito, seria Deucalion, filho de Prometeus, que foi levado aos céus em memória de um Dilúvio onde somente ele e Pyrra foram salvos.



Algumas Informações Interessantes 
acerca esta Constelação:


Desde as mais remotas eras, este asterismo foi associado à água, pois o Sol passava por esta região do céu durante as estações da chuva, nos meses de fevereiro.

Nos mais antigos monumentos da Babilônia, já encontramos para representá-la a figura de um homem a entornar a água de um vaso sobre um pequeno peixe, o Peixe Austral.

Para os egípcios, as estrelas Alfa e Omicron do Aquário indicavam o início dos tempos de semeadura, que vinha após as inundações do Nilo.  No tumulo de Ramsés VI este asterismo está representado pela água.


Fronteiras:

A constelação de Aquarius faz fronteira com Céus, Pisces, Pegasus, Equuleus, Delphinus, Áquila, Capricornus, Pisces Austrinus, Sculptor.



- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




http://www.iau.org/static/public/constellations/gif/AQR.gif



OBJETOS MESSIER
NA DIREÇÃO DA CONSTELAÇÃO AQUARIUS



NGC 7089 = M2 - Aglomerado Globular
Ascensão Reta 21h32m      Declinação -00o.54
Magnitude visual integral 6,3      Tipo A7Magnitude fotográfica global 6,9       Diâmetro aparente 6’,8         Tipo Espectral F4
Magnitude média das 25 mais brilhantes estrelas (excluindo as 5 mais brilhantes) 14,77
Número conhecido de Variáveis  22        Distância kpc   12,3
Velocidade Radial (km/s)   - 5

Facilmente observado com a ajuda de um par de binóculos, este aglomerado globular apresenta mais de 50 estrelas visíveis com a ajuda de um telescópio.

- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




Messier 2 Hubble WikiSky
en:NASAen:STScIen:WikiSky - en:WikiSky's snapshot tool - [1]


Messier 2 (NGC 7089) é um aglomerado globular de estrelas na constelação de Aquário, descoberto pelo astrônomo Jean-Domenique Maraldi em 1746. É um dos maiores aglomerados globulares conhecidos da Via-Láctea.
Na esfera celeste, situa-se cerca de cinco graus ao norte da estrela Beta Aquarii e a dez graus ao su-sudoeste de Epsilon Pegasi, que tem a mesma declinação de Alpha Aquarii, a estrela mais brilhante de Aquário. É visto como uma pequena mancha nebulosa ligeiramente oval em binóculos e suas estrelas mais brilhantes são vistas com pequenos telescópios.3
.............................................

aglomerado globular foi descoberto pelo astrônomo franco-italiano Giovanni Domenico Maraldi em 11 de setembro de 1746 enquanto observava com Jacques Cassini um cometa.3 Exatos quatorze anos depois, Charles Messier descobriu-o de forma independente, listando o objeto astronômico em seu catálogo de aglomerados e nebulosas e descrevendo-o como uma nebulosasem estrelas. Anos mais tarde, William Herschel, descobridor de Urano e utilizando uma instrumentação mais eficiente, percebeu que a nebulosa na realidade era formada por incontáveis estrelas que não passavam de um borrão para Messier.2
Sua magnitude aparente é de 6,3 a 6,5 e tem, em fotografias CCD de longa exposição, 16 minutos de arco de diâmetro aparente. É fracamente visível a olho nu, mesmo em um céu noturno excepcionalmente escuro, embora seja facilmente localizável como uma nebulosa com o auxílio de lunetas ou binóculos. Apenas telescópios com abertura superior a 0,25 m são capazes de resolver suas estrelas mais brilhantes.2

LEIA MAIS EM
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_2

 
                                           Crédito: D. Williams, N. A. Sharp, AURA, NOAO, NSF.



Messier 72 (também conhecido como NGC 6981 ou M72)
 é um aglomerado globular localizado na constelação de Aquarius a 55 400 anos-luz daTerra. Foi descoberto por Pierre Méchain em 1780. Possui um raio de 53 anos-luz e uma dimensão aparente de 6,6 minutos de arco.
.......................................



aglomerado globular foi descoberto pelo astrônomo francês Pierre Méchain na noite de 29 de agosto de 1780, descoberta confirmada por seu colega de observatório Charles Messier, incluído em seu catálogo em 4 de outubro daquele ano.2
Aparece como uma "mancha nebulosa" de dois minutos de grau de diâmetro mesmo em telescópios amadores de 4 polegadas de abertura. Instrumntos ópticos mais potentes conseguem visualizar uma textura granulada e as estrelas mais brilhantes do aglomerado podem ser vistas com telescópios de 8 polegadas de abertura ou mais.2

LEIA MAIS EM
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_72

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/71/M72_Hubble_WikiSky.jpg
Imagem de Messier 72 tirada pelo Telescópio Espacial Hubble.
Crédito: NASA/STScI/WikiSky



http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_72






Messier 73 (M73, também conhecido como NGC 6994)


 é um asterismo de quatro estrelas na constelação de Aquarius. É composto por estrelas sem relação física que aparecem na mesma posição no céu vistas da Terra. É um dos asterismo mais bem conhecidos, e tem sido muito estudado cientificamente.

Ficheiro:Messier 073 2MASS.jpg

Origem2MASS Atlas Image Gallery: The Messier Catalog
AutorTwo Micron All Sky Survey (2MASS), a joint project of the University of Massachusetts and the Infrared Processing and Analysis Center/California Institute of Technology, funded by the National Aeronautics and Space Administration and the National Science Foundation.


Messier 73 (M73, também conhecido como NGC 6994) é um asterismo de quatro estrelas na constelação de Aquarius. É composto por estrelas sem relação física que aparecem na mesma posição no céu vistas da Terra. É um dos asterismo mais bem conhecidos, e tem sido muito estudado cientificamente.
...................................

asterismo de quatro estrelas de magnitude aparente 10 a 11 foi incluída pelo astrônomo francês Charles Messier em seu catálogo na mesma noite da descoberta do aglomerado Messier 72. Embora seja um objeto do céu profundo diferente dos restantes no catálogo, o próprio Messier descreveu o sistema como "um aglomerado de três ou quatro pequenas estrelas, que lembra a uma nebulosa à primeira vista, contendo muita pouca nebulosidade." 1
Provavelmente foi incluído no catálogo de Messier porque ele há havia medido sua posição ao medir a posição de M72, 1,5 graus a oeste e por ter a "aparência de uma nebulosa à primeira vista". Embora o objeto fosse excluído de alguns catálogos, observações subsequentes por John Herschel, no entanto, não revelaram nenhuma nebulosidade. Herschel também notou que a classificação de Messier 73 como um aglomerado era questionável, e inclui o objeto em seu Genetral Catalogue (GC) (Catálogo Geral) de aglomerados, nebulosas e galáxias.3 . Também foi incluído no New General Catalogue (NGC) por John Louis Emil Dreyer, ganhando a designação NGC 6994. É bem visível em telescópios amadores de 4 polegadas de abertura, formando um padrão em forma de "Y".1

LEIA MAIS EM
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_73



Aquarius constellation map.png






http://www.stellarium.org/pt/




M 72 e M 73
O asterismo de quatro estrelas de magnitude aparente 10 a 11 foi incluída pelo astrônomo francês Charles Messier em seu catálogo na mesma noite da descoberta do aglomerado Messier 72. Embora seja um objeto do céu profundo diferente dos restantes no catálogo, o próprio Messier descreveu o sistema como "um aglomerado de três ou quatro pequenas estrelas, que lembra a uma nebulosa à primeira vista, contendo muita pouca nebulosidade." 1
Provavelmente foi incluído no catálogo de Messier porque ele há havia medido sua posição ao medir a posição de M72, 1,5 graus a oeste e por ter a "aparência de uma nebulosa à primeira vista". Embora o objeto fosse excluído de alguns catálogos, observações subsequentes por John Herschel, no entanto, não revelaram nenhuma nebulosidade. Herschel também notou que a classificação de Messier 73 como um aglomerado era questionável, e inclui o objeto em seu Genetral Catalogue (GC) (Catálogo Geral) de aglomerados, nebulosas e galáxias.3 . Também foi incluído noNew General Catalogue (NGC) por John Louis Emil Dreyer, ganhando a designação NGC 6994. É bem visível em telescópios amadores de 4 polegadas de abertura, formando um padrão em forma de "Y".1

http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_73


..................................................


M72

Imagem de Messier 72 tirada pelo Telescópio Espacial Hubble.
Crédito: NASA/STScI/WikiSky









Os desenhos formados pelas estrelas
- As Constelações - 
são como janelas que se abrem para a infinitude do universo
 e que possibilitam nossa mente a ir percebendo 
que existe mais, bem mais, entre o céu e a terra...; 
bem como percebendo que o caos, 
vagarosamente, 
vai se tornando Cosmos 
e sendo por nossa mente conscientizado.  

Quer dizer, nossa mente é tão infinita quanto infinito é o Cosmos.

COM UM ABRAÇO ESTRELADO,
Janine Milward