quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Canes Venatici, os Cães de Caça pertencentes a Bootes, o Boieiro

Olá!


Aproveitando o fato de que a Lua vem concluindo seu ciclo,

podemos aproveitar para observar o céu noturno
em bons termos - mais escuro e transparente - por um longo tempo,
não é verdade?

Caro Leitor,
O Boieiro é uma constelação bem conhecida
por causa de sua belíssima estrela-alpha Bootes, Arcturus,
iluminando os céus mais ao norte
como nenhuma outra estrela!
(ou quase nenhuma outra estrela....,
pois existem ainda Capella e Vega 
que sempre atraem nossos olhares quando voltados para
os céus estrelados do norte).
(Leia mais sobre o Boieiro,
acessando http://oceudomes.blogspot.com.br/2015/08/arcturus-e-o-boieiro-bootes_10.html)

O Boieiro, Bootes, não vem solitário,
 bem ao contrário, 
vem acompanhado de dois belos cães
Chara (ou Cor Caroli) e Asterion
estrelas Alpha e Beta Canum Venaticorum -,
seus Cães de Caça, Canes Venatici,
que hoje estarão fazendo a festa em nossa Postagem
através os Objetos Messier que neles são acolhidos
- entre pêlos e pulgas de estrelas tímidas
quando visualizadas a olho nú!

Você poderá observar, Caro Leitor,
que os dois Cães de Caça, Canes Venatici,
não somente se apresentam enquanto continuidade
 à constelação do Boieiro, Bootes,
como também encontram-se bem próximos
à Cabeleira de Berenice, Coma Berenices,
que, por sua vez e como já dissemos mais acima,
encontra-se em continuidade à belíssima Virgem
que esconde em seu corpo virginal
um verdadeiro mundo de galáxias!

Nestes momentos atuais,
Caro Leitor,
aproveite o começo da noite para ainda poder observar
Bootes, o Boieiro, sendo acompanhado
por Canes Venatici, seus Câes de Caça,
constelações já voltadas para os céus do horizonte oeste.

Com um abraço estrelado,
Janine Milward



Stellarium
Stellarium



Para nós, do hemisfério sul,
a visão de constelações mais ao norte
nos apresenta os asterismos vistos como abaixo
- o norte diante de nós e o oeste à nossa esquerda 
e o leste à nossa direita:


Stellarium






Veremos que
Canes Venatici acolhe cinco Objetos Messier
e numerosas galáxias bem interessantes!


Estaremos encontrando a Galáxia do Rodamoinho, NGC 5194, 
que,
segundo o que nos revela Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
"Esta é a primeira galáxia na qual a estrutura espiralada foi descoberta.  
É uma das mais próximas e brilhantes galáxias
 com uma estrutura espiral bem pronunciada.

É interessante se notar a presença da tão falada galáxia satélite NGC 5195,
 aparentemente ligada à ponta norte de um dos braços espiralados de M51.  

A bem da verdade, a galáxia ‘satelite’ encontra-se mais atrás
 e está parcialmente obscurecida por nuvens de poeira escura no braço de M51."  



Estaremos também encontrando a Galáxia do Girassol, M63,
- peculiar objeto apresentando-se como
uma das maiores e mais brilhantes edge-on galáxias em nossos céus.


Existe o Objeto Messier 94 que, 
segundo Ronaldo Rogério de Freitas Mourão, 
é
"Uma galáxia brilhante e compacta, 
praticamente circular em seu desenho 
e visível até em telescópios pequenos."

No entanto, existe
O Grupo M94 
(também conhecido como Grupo Canes I ou Nuvem de Canes Venatici
 localizado a aproximadamente 13 milhões de anos-luz de distância,5 
Este é um dos muitos grupos do Superaglomerado de Virgem 
(Superaglomerado local)6 .
http://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_M94

Imperdível é a visão de uma das galáxias que fazem parte do Grupo M94:
a galáxia espiral NGC 4244 e nomeada de Galáxia Agulha de Prata,
uma visão de tirar o fôlego, tal sua beleza!


Enfim, num primeiro momento e a olho nú,
não nos parece que Os Cães de Caça
conseguem amealhar muito sucesso...
(pois suas estrelas, vistas a olho nú, nos parecem bem tímidas).

Porém, 
num segundo momento e com o olhar bem mais aprofundado,
estaremos encontrando um mundo de situações
bem interessantes que são realizadas
 por Chara e Asteriorn, Canes Venatici
- sózinhos em seus afazeres 
ou orientados e guiados pelo Boieiro!


Com um abraço estrelado,
Janine Milward



Programa Stellarium




Title: [The April, May & June Sky -- Virgo, Leo, Libra, Leo Minor, Ursa Major, Argo Navis, The Centaur, Hydra, Crater, Curvus Noctus, Boots, Bernices Hair, Asterion . . . ]  Map Maker: Elijah J. Burritt


Mario Jaci Monteiro - Cartas Celestes, As Constelações CARJ




CANES VENATICI, 
OS CÃES DE CAÇA


Posicionamento:
Ascensão Reta 12h4m / 14h5m  Declinação +28o.o / +52o.7


História e Mito:
Constelação formada por Hevelius, em 1690
 e representa os dois cães, Asterioun e Chara 
que ajudaram o Boieiro em sua busca pela Ursa Maior.


Fronteiras:

A constelação de Canes Venatici faz fronteiras 
com a Ursa Major, com Bootes e com Coma Berenices.



Alpha Canum Venaticorum - Cor Caroli - Estrela Dupla
Chara
AR 12h53m  Dec + 38o.35
M 2,9 e 5,4  Distância entre estrelas 19”,56
Esta estrela 
(Cor Caroli, Charle’s Heart, o Coração de Charles)
 tem seu nome em honra ao rei Charles II da Grã-Bretanha.


Asterion  - Beta Canum Venaticorum
Deleite, denominação de origem grega.


La Superba - Gamma Canum Venaticorum
A Sublime


R Canum Venaticorum - Estrela Variável
Ascensão Reta 13h46m              Declinação +39o.47
Magnitudes:  Max 7,0    Min 12,2      Período 330,6
Tipo PLG         Espectro  M7e





- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




http://pt.wikipedia.org/wiki/Canes_Venatici#mediaviewer/File:Canes_Venatici_constellation_map.png



Canes Venatici (CVn), os Cães de Caça, é uma constelação do hemisfério celestial norte. O genitivo, usado para formar nomes de estrelas, é Canum Venaticorum.
Na Mitologia Grega os cães Asterion e Chara, acompanhavam o Boieiro em tudo, em suas caçadas contra predadores de ovelhas e serviam de guia para as ovelhas do rebanho. Por serem tão fiéis ao seu dono Deméter pediu para Zeus que além de seu filho, queria que os cães o acompanhassem na eternidade (como constelação). E assim Zeus o fez.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Canes_Venatici

http://www.raremaps.com/gallery/detail/28274/Canes_Venatici_with_Boots_Stars_heightened_in_gold/Hevelius.html
Title: Canes Venatici (with Boots) (Stars heightened in gold)      Map Maker: Johannes Hevelius

http://www.iau.org/static/public/constellations/gif/CVN.gif




http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m3atlas.jpg




Messier 3

Globular Cluster M3 (NGC 5272), class VI, in Canes Venatici
[m3.jpg]
Right Ascension13 : 42.2 (h:m)
Declination+28 : 23 (deg:m)
Distance33.9 (kly)
Visual Brightness6.2 (mag) 
Apparent Dimension18.0 (arc min)

Discovered 1764 by Charles Messier.

Messier 3 (M3, NGC 5272) is one of the most outstanding globular clusters, containing an estimated half million stars. It is famous for the large number of variable stars discovered in it.

This cluster was the first 'original' discovery by Charles Messier when he logged it on May 3rd, 1764. At that time it was the 76th deep sky object ever observed by human eyes (and apparatus), although at that time, it was only the 55th known nebulous object, while 21 objects had been forgotten again, according to the sources and current knowledge of the present author (see the Deep Sky Object Discovery Table). Perhaps the discovery of this object eventually caused Charles Messier to start a systematical search for these comet resembling objects, and not just catalog chance findings as in the previous cases, M1 and M2. Alternatively, Messier may have started this endeavor due to other reasons, and it was just his first discovery - anyway, the search which started with M3 lead him to catalog the objects up to M40 during this year 1764.

When the final object of the catalog, M107, a globular cluster in Ophiuchus, was discovered by Messier's friend Pierre Méchain 18 years later, in 1782, a total of at least 143 objects were known, more than double the number, and 110 of them described by Messier (who discovered 42 or 43) and Méchain (27 or 28) -- the doubty counting being a result of the dubious circumstances concerning the discovery of M102.

M3 was first resolved into stars and recognized as cluster by William Herschel around 1784.
...............................................

LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m003.html


Programa Stellarium



NGC 5272 - M 3  - Aglomerado Globular Cães de Caça
Ascensão Reta 13h41       Declinação + 29o.29
Magnitude fotográfica global 6,9       Diâmetro aparente 9’,3         Tipo Espectral F7
Magnitude média das 25 mais brilhantes estrelas (excluindo as 5 mais brilhantes) 14,35
Número conhecido de Variáveis 189         Distância kpc   10,6
Velocidade Radial (km/s)   -153
Magnitude visual integral  6,2     Tipo AG

Um dos mais ricos e mais belos aglomerados globulares visível 
até através binóculos.  
O sistema contém ao menos meio milhão de estrelas 
e estima-se que seja cerca de 10 mil milhões de anos.



- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_3#mediaviewer/File:M3_3.6_4.5_8.0_microns_spitzer.png


Messier 3 (NGC 5272) é um aglomerado globular de estrelas na constelação de Cães de Caça, descoberto pelo astrônomo francês Charles Messier em 1764. William Herschel foi o primeiro a concluir que o objeto astronômico era um aglomerado de estrelas ao resolver as estrelas mais brilhantes do sistema em 1784. M3 é um dos maiores e mais brilhantes aglomerados globulares conhecidos da Via-Láctea, contendo mais de 500 000 estrelas.1
...............................................
O aglomerado foi a primeira descoberta original de um objeto de céu profundo de Charles Messier, em 3 de maio de 1764. Ele decidiu catalogar nebulosas e aglomerados estelares logo após a descoberta do aglomerado, aborrecido por confundi-los com cometas de fraco brilho. Com a pequena capacidade dos telescópios da época, Messier não pôde reconhecê-lo como um aglomerado globular e confundiu-o com uma nebulosa. Apenas 20 anos mais tarde, William Herschel foi capaz de distinguir suas estrelasmais brilhantes.2
É visível apenas como uma mancha nebulosa em binóculos. Suas estrelas mais brilhantes são resolvidas com telescópios com 0,25 metros de abertura.2
..............................................
LEIA MAIS
em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_3


Programa Stellarium












http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m51atlas.jpg



Messier 51

Spiral Galaxy M51 (NGC 5194), type Sc, in Canes VenaticiWhirlpool Galaxy


[m51.jpg]
Right Ascension13 : 29.9 (h:m)
Declination+47 : 12 (deg:m)
Distance37000 (kly)
Visual Brightness8.4 (mag) 
Apparent Dimension11x7 (arc min)


Discovered 1773 by Charles Messier.

The famous Whirlpool galaxy Messier 51 (M51, NGC 5194) is one of the most conspicuous, and probably the most wellknown spiral galaxy in the sky.

M51 was one of Charles Messier's original discoveries: He discovered it on October 13, 1773, when observing a comet, and described it as a "very faint nebula, without stars" which is difficult to see. Its companion, NGC 5195, was discovered on March 21, 1781 by his friend Pierre Méchain, so that it is mentioned in Messier's 1781 catalog: `It is double, each has a bright center, which are separated 4'35". The two "atmospheres" touch each other, the one is even fainter than the other.' In addition to the description, in his personal copy of the catalog, Messier has added a small drawing, or sketch of the two "nebulae," M51 and NGC 5195, one of the rare cases a detailed drawing by Charles Messier of one of his objects is preserved. NGC 5195 was assigned an own catalog number by William Herschel: H I.186.

Occasionally, there is some confusion what is meant with the designation M51: The pair (justified by Messier's mention of both "nebulae") or the larger galaxy, NGC 5194. If the pair is meant, NGC 5194 is sometimes called "M51A", and NGC 5195 is then "M51B".

M51 is the dominating member of a small group of galaxies, which also contains M63 and a number of fainter galaxies. As it is about 37 million light years distant and so conspicuous, it is actually a big and luminous galaxy. The value of M51's (and the whole group's) distance is still not very well known. Our value, of 37 Mly, is based on photometric methods and e.g. given by Kenneth Glyn Jones. Some authors give significantly lower values (less than 20 Mly), but a recent (2001) STScI Press Release gave 31 million light years.
...................................................
LEIA MAIS
em

http://messier.obspm.fr/m/m051.html


Programa Stellarium




NGC 5194 - M 51- Galáxia Cães de Caça
Ascensão Reta  13h29m         Declinação +47o.16
Tipo S - Galáxia Espiral       Magnitude fotográfica aparente  8,88 
Dimensões Angulares  11 X ¨<%       Distância (milhões de anos-luz) 14,0

 The Whirlpool Galaxy - Galáxia do Redemoinho.
Esta é a primeira galáxia na qual a estrutura espiralada foi descoberta.  
É uma das mais próximas e brilhantes galáxias
 com uma estrutura espiral bem pronunciada.

É interessante se notar a presença da tão falada galáxia satélite NGC 5195,
 aparentemente ligada à ponta norte de um dos braços espiralados de M51.  

A bem da verdade, a galáxia ‘satelite’ encontra-se mais atrás
 e está parcialmente obscurecida por nuvens de poeira escura no braço de M51.  

A aparência que vemos é o resultado da influência mutua 
entre as duas galáxias NGC 5194 e NGC 5195, 
que se aproximaram bastante muitos milhões de anos atrás 
- tempo em que o padrão de M51 mudou 
e as finalizações dos braços espiralados abriram-se.  

A galáxia menor, NGC 5195, deformou-se intensamente
 por causa do efeito gravitacional de NGC 5194 
e vem se afastando para o fundo, distanciando-se de nossa Galáxia. 



- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




http://pt.wikipedia.org/wiki/Gal%C3%A1xia_do_Rodamoinho#mediaviewer/File:Messier51.jpg
The Whirlpool Galaxy (Spiral Galaxy M51, NGC 5194) is a classic spiral galaxy located in the Canes Venatici constellation. Out of this whirl: The Whirlpool Galaxy (M51) and companion galaxy The graceful, winding arms of the majestic spiral galaxy M51 (NGC 5194) appear like a grand spiral staircase sweeping through space. They are actually long lanes of stars and gas laced with dust. This sharpest-ever image, taken in January 2005 with the Advanced Camera for Surveys aboard the NASA/ESA Hubble Space Telescope, illustrates a spiral galaxy's grand design, from its curving spiral arms, where young stars reside, to its yellowish central core, a home of older stars. The galaxy is nicknamed the Whirlpool because of its swirling structure. The Whirlpool's most striking feature is its two curving arms, a hallmark of so-called grand-design spiral galaxies. Many spiral galaxies possess numerous, loosely shaped arms that make their spiral structure less pronounced. These arms serve an important purpose in spiral galaxies. They are star-formation factories, compressing hydrogen gas and creating clusters of new stars. In the Whirlpool, the assembly line begins with the dark clouds of gas on the inner edge, then moves to bright pink star-forming regions, and ends with the brilliant blue star clusters along the outer edge. Some astronomers believe that the Whirlpool's arms are so prominent because of the effects of a close encounter with NGC 5195, the small, yellowish galaxy at the outermost tip of one of the Whirlpool's arms. At first glance, the compact galaxy appears to be tugging on the arm. Hubble's clear view, however, shows that NGC 5195 is passing behind the Whirlpool. The small galaxy has been gliding past the Whirlpool for hundreds of millions of years. As NGC 5195 drifts by, its gravitational muscle pumps up waves within the Whirlpool's pancake-shaped disk. The waves are like ripples in a pond generated when a rock is thrown in the water. When the waves pass through orbiting gas clouds within the disk, they squeeze the gaseous material along each arm's inner edge. The dark dusty material looks like gathering storm clouds. These dense clouds collapse, creating a wake of star birth, as seen in the bright pink star-forming regions. The largest stars eventually sweep away the dusty cocoons with a torrent of radiation, hurricane-like stellar winds, and shock waves from supernova blasts. Bright blue star clusters emerge from the mayhem, illuminating the Whirlpool's arms like city streetlights. The Whirlpool is one of astronomy's galactic darlings. Located 31 million light-years away in the constellation Canes Venatici (the Hunting Dogs), the Whirlpool's beautiful face-on view and closeness to Earth allow astronomers to study a classic spiral galaxy's structure and star-forming processes. Credit: NASA, ESA, S. Beckwith (STScI), and The Hubble Heritage Team STScI/AURA) About the Image NASA caption Id: heic0506a Type: Observation Release date: 25 April 2005, 06:00 Related releases: heic0506 Size: 11477 x 7965 px About the Object Name: Messier 51, Whirlpool Galaxy Type: • Local Universe : Galaxy : Type : Spiral • Galaxies Images/Videos Distance: 25 million light years Colours & filters Band Wavelength Telescope Optical B 435 nm Hubble Space Telescope ACS Optical V 555 nm Hubble Space Telescope ACS Optical H-alpha + Nii 658 nm Hubble Space Telescope ACS Infrared I 814 nm Hubble Space Telescope ACS .


Programa Stellarium


Messier 51 (NGC 5194), conhecida como a Galáxia do Rodamoinho, é uma galáxia espiral (Sbc) na direção da constelação de Canes Venatici. Possui umaascensão reta 13 horas, 29 minutos e 52,7 segundos e uma declinação de +47° 11' 43". Ela é o membro mais brilhante do Grupo M51, e possui uma galáxia companheira, denominada NGC 5195 ou M51B.
Foi descoberta originalmente pelo astrônomo francês Charles Messier em 13 de outubro de 1773.
............................................
galáxia é uma das descobertas originais do astrônomo francês Charles Messier, que descobriu o objeto em 13 de outubro de 1773 enquanto observava umcometa, descrevendo-a como uma nebulosa tênue, sem estrelas, difícil de visualizar. Sua galáxia satéliteNGC 5195, também conhecida como Messier 51b, foi descoberta por Pierre Méchain em 21 de março de 1781 e mencionado na última edição do Catálogo Messier.1






First Peek at Spitzer's Legacy: Mysterious Whirlpool Galaxy

NASA's Spitzer Space Telescope has captured these infrared images of the "Whirlpool Galaxy," revealing strange structures bridging the gaps between the dust-rich spiral arms, and tracing the dust, gas and stellar populations in both the bright spiral galaxy and its companion.
...........................................................................

Also of interest is the contrast in the distributions of dust and stars between the spiral and its faint companion. While the spiral is rich in dust, bright in the longer infrared wavebands, and actively forming new stars, its blue companion shows little infrared emission and hosts an older stellar population. The spectacular whirlpool structure and star formation in M51 are thought to be triggered by an ongoing collision with its companion. Understanding the impact on star formation by the interaction of galaxies is one of the goals of these observations.
The targeted galaxy is known by various names: M51 from its Messier catalog designation, and also as NGC 5194. M51 was one of the original discoveries of Charles Messier, found in October 1773 while he was observing a faint comet. The Messier catalogue of galaxies is named after him. Colloquially, M51 is also known as the "Whirlpool Galaxy", or "Rosse's Galaxy," after Lord Rosse, who first detected galaxy spiral structure in his observations of M51. The companion, NGC 5195, was discovered in 1781 by Pierre Mechain.
The Whirlpool galaxy is a favorite target for amateur and professional astronomers, alike, and was the first light target for the Infrared Space Observatory. Found in the constellation Canes Venatici, M51 is 37 million light-years away.
http://www.spitzer.caltech.edu/images/1320-ssc2004-19a-First-Peek-at-Spitzer-s-Legacy-Mysterious-Whirlpool-Galaxy


http://www.spitzer.caltech.edu/uploaded_files/images/0008/8437/ssc2004-19a_Med.jpg
http://www.spitzer.caltech.edu/images/1320-ssc2004-19a-First-Peek-at-Spitzer-s-Legacy-Mysterious-Whirlpool-Galaxy




NGC 5195 ou M51 B é uma galáxia irregular cuja distância em relação à Terra está entre quatorze e quarenta milhões de anos-luz. Esta galáxia fica na direção daconstelação dos Cães de Caça. Possui uma magnitude aparente de 9,6, uma declinação de +47º 15' 59" e uma ascensão reta de 13 horas 29 minutos 58,8segundos.
A galáxia NGC 5195 foi descoberta em 1781 por Pierre Méchain e é companheira da galáxia espiral M51, a princípio foram considerados um único objeto e catalogados ambos como M51, mais tarde, entretanto, foram reclassificadas em M51 A e M51 B.
As duas galáxias encontraram-se a vários milhões de anos-luz, provocando uma distorção (ver imagem na tabela) na estrutura em espiral de M51. A M51 B é a galáxia de menores dimensões na imagem e pensa-se que esteja atualmente atrás da galáxia de maiores dimensões.
É na galáxia NGC 5195 em que se encontra a supernova 1945A, de 8 de Abril de 1945.
http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_5195



http://pt.wikipedia.org/wiki/Gal%C3%A1xia_do_Rodamoinho#mediaviewer/File:M51_SPITZER.jpg
Galáxia do Rodamoinho, Telescópio Espacial Spitzer











http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m63atlas.jpg



Messier 63

Spiral Galaxy M63 (NGC 5055), type Sb, in Canes Venatici

Sunflower Galaxy

[m63.jpg]
Right Ascension13 : 15.8 (h:m)
Declination+42 : 02 (deg:m)
Distance37000 (kly)
Visual Brightness8.6 (mag) 
Apparent Dimension10x6 (arc min)

Discovered 1779 by Pierre Méchain.

Messier 63 (M63, NGC 5055), nicknamed the Sunflower Galaxy, is a beautiful spiral galaxy in the constellation Canes Venatici.

M63 was the very first discovery of a Deep Sky Object by Charles Messier's friend, Pierre Méchain, who caught it up on June 14, 1779. On the same day, Charles Messier included it in his catalog.

The Sunflower galaxy M63 is one of the early recognized spiral galaxies, listed by Lord Rosse as one of 14 "spiral nebulae" discovered to 1850. It has been classified as of Hubble type Sb or Sc, displaying a patchy spiral pattern which can be traced well to the periphery of its only 6 arc seconds small smooth-textured central region.
..............................................

LEIA MAIS
em

http://messier.obspm.fr/m/m063.html



Programa Stellarium






NGC 5055 - M 63 - Galáxia Cães de Caça
Ascensão Reta 13h14m    Declinação +42o.08
Tipo   S - Galáxia Espiral     Magnitude fotográfica aparente   9,26

Dimensões Angulares 6,0 X 3,0        Distância (milhões de anos-luz) 14,0

- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




http://pt.wikipedia.org/wiki/Gal%C3%A1xia_do_Girassol#mediaviewer/File:Messier_63_GALEX_WikiSky.jpg
Galáxia do Girassol, NASA




Galáxia do Girassol (NGC 5055, Messier 63) é uma galáxia espiral na direção da constelação de Canes Venatici. Possui uma ascensão reta de 13 horas, 15minutos e 49.3 segundos e uma declinação de +42° 01' 45". Ela é um dos membros do Grupo M51, um pequeno grupo de galáxias próximo ao Grupo Local.
galáxia M63 foi descoberta em 14 de junho de 1779 por Pierre Méchain e está a uma distância de cerca de 25 milhões de anos-luz.1
..............................................................
Foi o primeiro objeto do céu profundo descoberto pelo amigo e colega de observatório de Charles MessierPierre Méchain, em 14 de junho de 1779. Messier incluiu o objeto no mesmo dia em seu catálogo.2
................................................
Pertence ao grupo de galáxias M51, que se situa a cerca de 37 milhões de anos-luz em relação à Terra. Seu diâmetro aparente na esfera celeste corresponde a um diâmetro real de 65 000 anos-luz e sua magnitude aparente é 8,6. Foi descoberta apenas uma supernova na galáxia, SN 1971I, descoberta em 25 de maio de 1971 e alcançou a magnitude aparente 11,8.2
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gal%C3%A1xia_do_Girassol

http://pt.wikipedia.org/wiki/Gal%C3%A1xia_do_Girassol#mediaviewer/File:M63_3.6_8.0_24_microns_spitzer.png





Sunflower Galaxy Glows with Infrared Light

The various spiral arm segments of the Sunflower galaxy, also known as Messier 63, show up vividly in this image taken in infrared light by NASA's Spitzer Space Telescope. Infrared light is sensitive to the dust lanes in spiral galaxies, which appear dark in visible-light images. Spitzer's view reveals complex structures that trace the galaxy's spiral arm pattern.
.................................................
http://www.spitzer.caltech.edu/images/3550-sig11-001-Sunflower-Galaxy-Glows-with-Infrared-Light

http://www.spitzer.caltech.edu/uploaded_files/images/0007/8797/sig11-001.jpg
http://www.spitzer.caltech.edu/images/3550-sig11-001-Sunflower-Galaxy-Glows-with-Infrared-Light












http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m94atlas.jpg



Messier 94

Spiral Galaxy M94 (NGC 4736), type Sb, in Canes Venatici
[m94.jpg]
Right Ascension12 : 50.9 (h:m)
Declination+41 : 07 (deg:m)
Distance14500 (kly)
Visual Brightness8.2 (mag) 
Apparent Dimension7x3 (arc min)
Discovered by Pierre Méchain in 1781.

Messier 94 (M94, NGC 4736) is a nice spiral galaxy situated in constellation Canes Venatici, and one of the nearer beyond our Local Group of Galaxies.

M94 was discovered by Pierre Méchain on March 22, 1781. Getting the report of his friend, Charles Messier observed it, determined its position and cataloged it on March 24, 1781.
.....................................................
LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m094.html



Programa Stellarium




NGC 4736 - M 94 - Galáxia Cães de Caça
Ascensão Reta  12h50m       Declinação + 41o.13
Tipo S - Galáxia Espiral       Magnitude fotográfica aparente   8,91
Dimensões Angulares  13 X 12        Distância (milhões de anos-luz) 14,0

M94 - NGC 4736 - Galáxia

Uma galáxia brilhante e compacta, 
praticamente circular em seu desenho 
e visível até em telescópios pequenos.


- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




Programa Stellarium





Messier 94 (NGC 4736) é uma galáxia espiral localizada a cerca de quatorze milhões e quinhentos mil anos-luz (aproximadamente 4,445 megaparsecs) de distância na direção da constelação dos Cães de Caça. Possui uma magnitude aparente de 8,1, uma declinação de +41º 07' 12" e uma ascensão reta de 12 horas 50 minutos53,0 segundos.
A galáxia NGC 4736 foi descoberta em 22 de Março de 1781 por Pierre Méchain.
.................................................
galáxia espiral foi descoberta pelo astrônomo francês Pierre Méchain em 22 de março de 1781. Após dois dias, seu colega de observatório Charles Messier decidiu observá-la e foi incluída em seu catálogo.2
.................................................................
É uma das galáxias mais próximas ao Grupo Local, grupo galáctico que inclui a Via-Láctea. Seu núcleo é muito brilhante e rodeado por um anel com plena formação estelar, percebida como pontos azuis em astrofotografias coloridas. Em seguida há um anel mais externo, mais amarelada e muito menos brilhante, constituída por estrelas envelhecidas. Em sua periferia também há formação estelar, indicando a existência de duas "ondas de formação", que são raras.2
...........................................
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_94



.......................................................

Inner and outer rings

M94 contains both an inner ring with a diameter of 70" and an outer ring with a diameter of 600". These rings appear to form at resonance locations within the disk of the galaxy. The inner ring is the site of strong star formation activity and is sometimes referred to as a starburst ring. This star formation is fueled by gas that is dynamically driven into the ring by the inner oval-shaped bar-like structure.[9]
A 2009 study[10] conducted by an international team of astrophysicists revealed that the outer ring of M94 is not a closed stellar ring, as historically attributed in the literature, but a complex structure of spiral arms when viewed in mid-IR and UV. The study found that the outer disk of this galaxy is active. It contains approximately 23% of the galaxy's total stellar mass and contributes about 10% of the galaxy's new stars. In fact, the star formation rate of the outer disk is approximately two times greater than the inner disk because it is more efficient per unit of stellar mass.
There are several possible external events that could have led to the origin of M94's outer disk including the accretion of a satellite galaxy or the gravitational interaction with a nearby star system. However, further research found problems with each of these scenarios. Therefore, the report concludes that the inner disk of M94 (NGC4736) is an oval distortion which led to the creation of this galaxy's peripheral disk.
............................................
http://en.wikipedia.org/wiki/Messier_94


http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_94#mediaviewer/File:Small_new_m94_announcement.jpg
Messier 94, GALEX




Grupo M94 (também conhecido como Grupo Canes I ou Nuvem de Canes Venatici) é um grupo de galáxias localizado a aproximadamente 13 milhões de anos-luz de distância,5 nas constelações de Canes Venatici e Coma Berenices. Este é um dos muitos grupos do Superaglomerado de Virgem (Superaglomerado local)6 .

Embora as galáxias neste grupo aparentam ser parte dessa larga estrutura, muitas das galáxias no grupo estão nos limites gravitacionais, e algumas não tem formado órbitas estáveis no ao redor do centro deste grupo. Em vez disso, muitas das galáxias neste grupo aparentam ter se movido com a expansão do Universo5 7 .
....................................................

Foi sempre questionável saber qual é membro mais brilhante deste grupo e depende das análises usadas para determinar os membros do grupo. O Catálogo LGG identifica M106 como o membro grupo, fazendo-o membro mais brilhante neste grupo.1 Contudo, outros catálogo citados acima não identificam M106 como membro do grupo, então nesse caso M94 seria a galáxia mais brilhante que encontramos neste grupo.2 3
http://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_M94


http://www.nasa.gov/content/goddard/hubble-sees-a-silver-needle-in-the-sky/#.VJQ42sAD

.......................
............... spiral galaxy NGC 4244, nicknamed the Silver Needle Galaxy, shown in this new image from Hubble. This galaxy spans some 65,000 light-years and lies around 13.5 million light-years away. It appears as a wafer-thin streak across the sky, with loosely wound spiral arms hidden from view as we observe the galaxy from the side. It is part of a group of galaxies known as the M94 Group. 
........................................................
http://www.nasa.gov/content/goddard/hubble-sees-a-silver-needle-in-the-sky/#.VJQ42sAD




http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_4244#mediaviewer/File:NGC4244.jpg


NGC 4244 é uma galáxia espiral (Sc) localizada na direcção da constelação de Canes Venatici. Possui uma declinação de +37° 48' 28" e uma ascensão recta de 12horas, 17 minutos e 29,9 segundos.
A galáxia NGC 4244 foi descoberta em 17 de Março de 1787 por William Herschel.
http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_4244








http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m106atlas.jpg



Messier 106

Spiral Galaxy M106 (NGC 4258), type Sbp, in Canes Venatici
[m106.jpg]
Right Ascension12 : 19.0 (h:m)
Declination+47 : 18 (deg:m)
Distance25000 (kly)
Visual Brightness8.4 (mag) 
Apparent Dimension19x8 (arc min)


Discovered by Pierre Méchain in 1781.

The bright Sb spiral galaxy Messier 106 (M106, NGC 4258) is perhaps about 21 to 25 million light years distant. It is receding at 537 km/sec. Sandage suspects it may be a member of the Ursa Major cloud, a loose agglomeration of galaxies which probably also homes M108 and M109, while Tully lists it in the Coma-Sculptor cloud, and Fouque et.al (1992) in a group called Canes Venatici II (CVn II) group or M106 group of galaxies. While M106 is usually classified as peculiar "normal" spiral of type Sb (or Sbp), Tully classifies it as SABbc, i.e., intermediate between Sb and Sc, and intermediate between normal and barred spirals.
...............................................

M106 is one of Pierre Méchain's findings, which were later appended as additional objects to Charles Messier's catalog. In case of M106, it was Helen Sawyer Hogg who added it together with M105 and M107 in 1947, but it appears reasonable to assume that already Méchain had intended to add it to a future edition. William Herschel had numbered it H V.43 when cataloging it on March 9, 1788.
............................................
LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m106.html



Programa Stellarium




NGC 4258 M106 - Galáxia Cães de Caça
Ascensão Reta 12h18m           Declinação +47o.25
Tipo S - Galáxia Espiral                Magnitude fotográfica aparente  8,90

Dimensões Angulares 19 X 7        Distância (milhões de anos-luz) 14,0


- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986



http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_106#mediaviewer/File:Messier_106_by_Spitzer.jpg
Messier 106 (NGC 4258) galaxy. Composite of IR, x-ray, radio and visible light view (X-ray - blue, Optical - gold, IR - red, Radio - purple) Band Wavelength Telescope X-ray 1.5 keV Chandra ACIS Optical 440 nm DSS Infrared 8.0 µm Spitzer IRAC Radio 21.0 cm VLA .





Messier 106 (também conhecida por M106 ou NGC 4258) é uma galáxia espiral na constelação de Cães de Caça. Foi descoberto por Pierre Méchain em 1781. A M106 está localizada a cerca de 25 milhões de anos-luz da Terra. Ela também é uma galáxia do tipo Seyfert II, que significa que, devido a incomum emissão deraios X, está supostamente caindo num buraco negro supermassivo no seu centro.
............................................
galáxia espiral foi descoberta originalmente por Pierre Méchain, que pretendia adicioná-la a uma quarta versão do catálogo de objetos do céu profundo do astrônomo francês Charles Messier, nunca concretizada. William Herschel, descobridor deUrano, descobriu o objeto independentemente em 9 de março de 1788.5
Em meados so século XX, a astrônoma canadense Helen Sawyer Hogg adicionou o objeto à versão moderna do catálogo de Messier, juntamente com M105 e M107.5
........................................
Desde a década de 1950 sabe-se que Messier 106 emite muito mais radiação eletromagnética na região do rádio do que no espectro visível e Carl Keenan Seyfertlistou-a como uma galáxia Seyfert, cujo núcleo galáctico ativo emite radiações de gases ionizados e contém um buraco negro supermaciço com massa equivalente a 36 milhões de massas solares.5
Em torno desse objeto existe um anel que funciona como um maser (amplificador de micro-ondas por emissão estimulada de radiação), que permite a medição da distância em relação à Terra sem o auxílio de estrelas variáveis Cefeidas. De acordo com James Herrnstein, a partir desse método, pôde-se estimar sua distância em 23,8 milhões de anos-luz.5
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_106


...............................................






Os desenhos formados pelas estrelas
 - AS CONSTELAÇÕES - 
são como janelas que se abrem para a infinitude do universo 
e que possibilitam nossa mente a ir percebendo que existe mais, bem mais,
 entre o céu e a terra..., 
bem como percebendo que o caos, 
vagarosamente,
vai se tornando Cosmos
 e este por nossa mente sendo conscientizado.

Quer dizer, 
nossa mente é tão infinita quanto infinito é o Cosmos.

Com um abraço estrelado,
Janine Milward




http://www.ianridpath.com/atlases/urania/urania10.jpg


Meus Cães de Caça (?!?)



 Emília é ainda bem jovem...

 Narizinho já é uma senhora...


 Emília e Narizinho



Pedrinho é muito dengoso!