domingo, 6 de setembro de 2015

Em Sagittarius, aceita uma chávena de chá?

Olá!

Quem não gosta de um chá quentinho 
saindo fumegante de um belo bule
e servido em belas chávenas (xícaras de chá)?

Quando morei em Londres, eu me surpreendia com o fato
de que todos bebem chá (com leite ou creme) 
e eu também aderi ao gosto
de sentarmos à mesa para o chá das cinco!

E também me surpreendia em encontrar belíssimas lojas
expondo apenas maravilhosos conjuntos de xícaras 
acompanhados de maravilhosos bules!
E mais ainda: lojas que vendiam somente bules de chá!

Nos céus estrelados também encontramos
um Bule de Chá desenhado por estrelinhas extremamente simpáticas
e fazendo parte da constelação Sagittarius, o Sagitário, O Arqueiro!

O Bule de Chá é composto pelas estrelas
Gamma, Epsilon, Delta, Lambda, Pi, Sigma, Tau e Zeta Sagittarii.
Este é o Tema de nossa Postagem de hoje.



Aproveite este tempo de ausência de Lua
nos momentos em que o Sagitário estiver deixando o zênite
 e dirigindo-se para o horizonte mais a sudoeste
para buscar pelo desenho estelar do Bule de Chá
nesse interessantíssimo Asterismo

- é bem fácil, realmente, 
e sei que você haverá de se surpreender!



Boa Observação e Bons Estudos!




Com um abraço estrelado,

Janine Milward


 Stellarium
 Stellarium
Stellarium

Stellarium

Stellarium



SAGITTARIUS, O ARQUEIRO


Quando olhamos para a constelação do Sagitário, 
estamos olhando diretamente em direção ao centro de nossa Galáxia, 
obscurecida por nuvens de estrelas e de material interestelar.  

É possível observar o núcleo da Galáxia, 
entretanto, através ondas infravermelhas ou de radio.  

O núcleo da Galáxia contém uma forte fonte de emissão de radio 
designada como Sagitário A.

A constelação do Sagitário contém muitos aglomerados estelares e nebulosas 
que estão entre os objetos mais adoráveis em seus tipos.

- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,

Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986







O BULE DE CHÁ


Existe um Asterismo denominado de O Bule de Chá, composto pelas estrelas
Gamma, Epsilon, Delta, Lambda, Pi, Sigma, Tau e Zeta Sagittarii.






Stellarium

Stellarium
Stellarium

Stellarium





Kaus Australis - Epsilon Sagittarii
Ascensão Reta 18h22,9m - Declinação -34o 24’
Magnitude visual 1,95 - Distância 124 anos-luz
O Sul do Arco, expressão árabe destinada a designar a região austral do arco-e-flecha do Sagitário.  Esta é a estrela mais brilhante do Sagitário.


Kaus Borealis - Lambda Sagittarii
Magnitude 2.8  Distância 71 anos-luz
O Norte do Arco. A região boreal do arco-e-flecha do Sagitário.


Delta Sagittarii - Kaus Meridionalis
Magnitude 2.21  Distância 85 anos-luz
Meio do Arco, expressão árabe.


Pelagus.  Sigma Sagittarii. 
Uma pequena estrela situada na flecha da mão do Arqueiro.


Polis.  Nu Sagittarii. 
Um estrela tripla na parte superior do bule, em Sagitário.  De Coptic Polis, um potro.


Ascella. Zeta Sagittarii. 
Magnitude 2.61, terceira estrela mais brilhante do Sagitário.
Uma estrela binária situada no braço do Sagitário.


Al Nash - Gamma Sagittarii
Magnitude 2.97  Distância 124 anos-luz
A Ponta, vocábulo que designa a ponta da flecha.
Nushaba - Gamma Sagittarii
A Flecha, nome árabe para designar a estrela que está situada na flecha do Arqueiro.


Nunki - Sigma  Sagittarii
Ascensão Reta 18h 54,0m - Declinação -26o 19’
Magnitude visual 2,14  - Distância 300 anos-luz
O Peito do Arqueiro.  Esta é a segunda estrela mais brilhante do Sagitário.


Al Baldah - Pi Sagittarii
O Povoado, nome de origem árabe



X Sagittarii - Estrela Variável Cefeida
Ascensão Reta 17h44m        Declinação +27o.49
Magnitudes:  Max 4,3     Min 5,0        Período 7,0
Tipo  CEF     Espectro F8v


W Sagittarii - Estrela Variável Cefeida
Ascensão Reta  18h01m       Declinação -29o.35
Magnitudes:  Max 4,8    Min 5,8      Período 7,6
Tipo  CEF     Espectro G0v


Y Sagittarii - Estrela Variável Cefeida
Ascensão Reta   18h18m          Declinação 18o.53
Magnitudes:  Max 5,4    Min 5,6      Período 5,8
Tipo CEF     Espectro G0v


- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986





Sagittarius-teapot-asterismPublic Domain
Eoghanacht - Own work


As seen from the northern hemisphere, the constellation's brighter stars form an easily recognizable asterism known as 'the Teapot'.

The stars δ Sgr (Kaus Media), ε Sgr (Kaus Australis), ζ Sgr (Ascella), and φ Sgr (Nanto) form the body of the pot; 


λ Sgr (Kaus Borealis) is the point of the lid;


 γ2 Sgr (Alnasl) is the tip of the spout;


 and σ Sgr (Nunki) and τ Sgr the handle (the closest bright star to the possible origin of the Wow! signal.)[1][2]
Marking the bottom of the teapot's "handle" (or the shoulder area of the archer, are the bright star (2.59 magnitude)Zeta Sagittarii (ζ Sgr), named Ascella, and the fainter Tau Sagittarii (τ Sgr).

To complete the teapot metaphor, under good conditions, a particularly dense area of the Milky Way can be seen rising in a north-westerly arc above the spout, like a puff of steam rising from a boiling kettle.[3]





http://www.stellarium.org/pt/



Os desenhos formados pelas estrelas - AS CONSTELAÇÕES - são como janelas que se abrem para a infinitude do universo e que possibilitam nossa mente a ir percebendo que existe mais, bem mais, entre o céu e a terra..., bem como percebendo que o caos, vagarosamente, vai se tornando Cosmos e este por nossa mente sendo conscientizado.

Quer dizer, nossa mente é tão infinita quanto infinito é o Cosmos.

Com um abraço estrelado,
Janine Milward


VISITE MINHA PÁGINA
DA TERRA AO CÉU E AO INFINITO
http://daterraaoceueaoinfinito.blogspot.com.br/