segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O Eclipse Lunar Total foi um espetáculo absolutamente inesquecível, realmente!

Olá! O Eclipse Lunar Total foi um espetáculo absolutamente inesquecível, realmente!
Pena que nesta época do ano e no lugar onde moro, nem sempre os céus estão límpidos e transparentes e sim ficam um tanto esfumaçados, digamos assim, e as estrelas não cintilaram tanto..., mas foram boas coadjuvantes, sim.
A Lua estava muito bem em seu papel de protagonista e buscando seu lugar no palco primeiramente por ela mesma iluminado..., mas que foi perdendo o brilho, foi sendo tomado de uma escuridão fantástica à medida que estrelas saiam das coxias e entravam em cena! E quando a totalidade se concluiu e um outro extremo da Lua começou a despontar em luminosidade, novamente as estrelas foram empurradas para seus esconderijos...
Ao longo dos duzentos minutos de espetáculo total e ainda ao longo dos setenta e dois minutos de escuridão avermelhada, cobreada, castanhada, da Lua, alguns aviões passaram, muitos vagalumes nos encantaram e também pudemos contar quatro estrelas cadentes maravilhosas e inesperadas!
E, é claro, também os mosquitos fizeram a festa..., mas tomamos nossas precauções (óleo de amêndoas lambuzando o corpo inteiro). Gatos e cachorros adoraram o picnic noturno e logo encontraram seus lugares de boa dormida, ao nosso lado.
Os momentos de ápice do Eclipse - cerca de vinte a dez minutos antes da meia-noite -, foram momentos absolutamente inesquecíveis, com a Lua inteiramente tomada pelo tom acobreado/avermelhado/acastanhado.
Este momento é realmente muito mágico porque vem nos dizer que nós, terráqueos e nossa Mãe-Gaia, estamos exatamente na linha direta e exatamente no caminho do meio entre o Sol e a Lua!
Além disso, todo o tempo das diversas fases do Eclipse Lunar sempre nos trazem o grande prazer de nos ver - mesmo que através sombras projetadas - estampados em um outro corpo celeste..., quase como um espelho de nós mesmos, um reconhecimento de nós mesmos, o fato de nos encontrarmos diante do Outro..., mesmo que esse Outro seja a Lua, nossa Selene, provavelmente nascida de nós, nascida da Terra.
Bem, eu passei a semana tecendo algumas Postagens sobre este fantástico Eclipse Total Lunar e podem ser acessadas em http://oceudomes.blogspot.com.br/

Com um abraço estrelado,
Janine Milward