terça-feira, 2 de agosto de 2016

A estrelada Cabeleira de Berenice, Coma Berenices, acolhendo seus Objetos Messier

Olá!

É sempre um imenso prazer
visualizarmos um conjunto de estrelinhas tímidas
formando uma figura de enxame, algo assim
- na verdade, são as estrelinhas que compõem 
a Cabeleira de Berenice, a rainha, 
Coma Berenices!

Quando nos encontrarmos num lugar
de céus escuros e transparentes
e, de preferência, em noite de ausência de Lua,
sem dúvida alguma poderemos encontrar
entre o Leão e o Boieiro e ao norte da Virgem
esse doce e quase imperceptível asterismo
que a Cabeleira de Berenice nos apresenta.

Sempre que posso, mostro aos meus amigos
que vêm ao Sítio das Estrelas
esse tímido enxame de estrelas
e todos ficam literalmente surpresos e abismados
com tal leveza, com tal sutileza
(porque pensam que esta constelação jamais pode ser visualizada...,
- ledo engano!).


Stellarium


Nesta Postagem, Caro Leitor,
encontre alguma informação sobre os Objetos Messier
que são acolhidos pela Cabeleira de Berenice...
e não se assuste....
porque a maioria se situa exatamente na fronteira com a constelação da Virgem
e fazem parte do Aglomerado Virgo
- exceção feita para M53 e M64
que iluminam os cabelos de Berenice
- juntamente com a estrela-alpha Comae Berenices, Diadem
(o diadema - ou a coroa da rainha Berenice - 
que enfeita a belíssima cabeleira estelar!).



http://ids.lib.harvard.edu/ids/view/1414681?width=2400&height=2395&html=y



Coma Berenices constellation map.png


http://pt.wikipedia.org/wiki/Coma_Berenices



Inclusive, nas Ilustrações do Programa Stellarium apresentadas nesta Postagem,
o Leitor haverá de perceber que estes Objetos Messier
podem ser encontrados no ramo de lírio carregado pela Virgem
em sua mão esquerda
e na proximidade da estrela-Epsilon Virginis, Vindemiatrix.

Em outras Ilustrações, porém, estaremos encontrando
esta bela estrela da constelação virginial
segurando a ponta de seus longos cabelos
(confira em
http://oceudomes.blogspot.com.br/2014/12/lua-minguante-visitando-as-estrelas-que.html)

Com um abraço estrelado,
Janine Milward



Stellarium

Title: [The April, May & June Sky -- Virgo, Leo, Libra, Leo Minor, Ursa Major, Argo Navis, The Centaur, Hydra, Crater, Curvus Noctus, Boots, Bernices Hair, Asterion . . . ]  Map Maker: Elijah J. Burritt

http://www.deepskycolors.com/constellations.html
Rogelio Bernal Andreo




Mario Jaci Monteiro - CARJ

Mario Jaci Monteiro - CARJ
Coma Berenices (invertida  por mim, Janine, para nossa visão do hemisfério sul)




COMA BERENICES, 
A CABELEIRA DE BERENICE


Posicionamento:
Ascensão Reta 11h57 / 13h33m     Declinação +13o.8 / +33o.7


Mito:
Berenice era a esposa de Ptolomeu Euergetes, 
e por causa do fato de que seu marido foi para a guerra contra os Sírios, 
ela ofereceu seus cabelos à Vênus. 
Sua cabeleira foi colocada no templo
 porém foi roubada 
e, para arrefecer a ira do rei, 
dizem que Vênus a levou para o céu e
 a transformou em uma constelação.


História:
Esta constelação foi relacionada por Erastóstenes 
por volta de  300 DC. 

Em outra acepção,
 esta constelação teria sido adicionada por Tycho Brahe, 
no século dezesseis.


- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




A Lenda da Constelação da Cabeleira de Berenice

Por volta de 243 a.C., a rainha Berenice II do Egipto prometeu seus longos cabelos a Afrodite se seu marido, Ptolemeu III Evérgeta I retornasse são e salvo da guerra contra o Império Selêucida. A deusa atendeu ao pedido, e Berenice cortou sua cabeleira, oferecendo-a no altar; no dia seguinte, porém, ela havia sumido. O astrônomo da corte afirmou que Afrodite ficara tão encantada com a oferenda que a levara para o céu. Desde então, o asterismo anteriormente conhecido como a cauda do Leão foi popularizado com o novo nome, oficializado pela União Astronômica Internacional em 1928, quando da definição das 88 constelações oficiais.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Coma_Berenices


http://en.wikipedia.org/wiki/Coma_Berenices#mediaviewer/File:Head_Berenike_II_Glyptothek_Munich.jpg
Queen Berenice II of Egypt


History and mythology

Coma Berenices is one of the few constellations to owe its name to a historical figure, in this case Queen Berenice II of Egypt, wife of Ptolemy III Euergetes (fl. 246 BC–221 BC), the king under whom Alexandria became an important cultural center.

This incident inspired the court poet
 Callimachus of Cyrene to write a poem entitled Βερενίκης πλόκαμος (Greek "Berenice's braid"). About 2/3 of the Greek original is now lost, but the full version was translated to Latin by the Roman poet Catullus, and his version exists to this day.In 243 BC, during the Third Syrian War, Ptolemy undertook a dangerous expedition against the Seleucids, who had murdered his sister. His newlywed bride, Berenice, swore to the goddess Aphrodite to sacrifice her long, blonde hair, of which she was extremely proud, if her husband returned safely. He did, so she cut her hair and placed it in the goddess's temple. By the next morning the hair had disappeared. To appease the furious king the court astronomer, Conon, announced that the offering had so pleased the goddess that she had placed it in the sky. He indicated a cluster of stars that have since been called Berenice's Hair.[2]
Coma Berenices consists of a number of stars close together, and has been recognized as a distinct asterism since the Hellenistic period.[3] Eratosthenes referred to it as both "Ariadne's Hair" and "Berenice's Hair". Ptolemy referred to it as "the lock" of hair; however, he did not list it as one of his 48 constellations, considering it to be a part of Leo,[3] specifically, the tuft at the end of the lion's tail.
Tycho Brahe, who is usually given credit for Coma's promotion to constellation status, listed it in his star catalogue of 1602,[3] but it originally occurred on a celestial globe by the cartographer Caspar Vopel from 1536.[4][5][6] Gerardus Mercator has also been credited as its promoter in 1551.[7] Coma Berenices and the now-defunct constellation Antinous are considered to be the first post-Ptolemaic constellations to be depicted on a celestial globe.[8]
It appeared in Johann Bayer's Uranometria of 1603, and during the 17th century, a few other maps that were made of the sky followed suit.
http://en.wikipedia.org/wiki/Coma_Berenices



http://ids.lib.harvard.edu/ids/view/1414681?width=2400&height=2395&html=y


Alpha Comae Berenices (Alpha Com, α Com, α Comae Berenices) is a star in the constellation Coma Berenices (Berenice's Hair). Although it has the Bayer designation "alpha", at magnitude 4.32 it is actually fainter than Beta Comae Berenices. It has the traditional name Diadem. It is said to represent the crown worn byQueen Berenice. A name occasionally seen is Al Dafirah, from the Arabic الضفيرة ađ̧-đ̧afīrah "the braid".
In Chinese太微左垣 (Tài Wēi Zuǒ Yuán), meaning Left Wall of Supreme Palace Enclosure, refers to an asterism consisting of α Comae Berenices, η Virginisγ Virginis,δ Virginis and ε Virginis.[10] Consequently, α Comae Berenices itself is known as 太微左垣五 (Tài Wēi Zuǒ Yuán wǔ, English: the Fifth Star of Left Wall of Supreme Palace Enclosure.),[11] representing 東上將 (Dōngshǎngjiāng), meaning The First Eastern General.[12] 東上將 (Dōngshǎngjiāng), westernized into Shang Tseang, but the name Shang Tseang was designated for "v Comae Berenices" by R.H. Allen and the meaning is "a Higher General" [13]
http://en.wikipedia.org/wiki/Alpha_Comae_Berenices




http://ids.lib.harvard.edu/ids/view/1414681?action=left&viewheight=600&viewwidth=800&x=383&y=0&res=1&stylesheetpath=null&rootelement=null&returnurl=http%3A%2F%2Fhcl.harvard.edu%2Fmaps%2Fexhibits%2Fmercator%2Fcelestial%2Findex.html&reslevels=7&fullima

 http://www.iau.org/static/public/constellations/gif/COM.gif



http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m53atlas.jpg



Messier 53

Globular Cluster M53 (NGC 5024), class V, in Coma Berenices
[m53.jpg]
Right Ascension13 : 12.9 (h:m)
Declination+18 : 10 (deg:m)
Distance58.0 (kly)
Visual Brightness7.6 (mag) 
Apparent Dimension13.0 (arc min)


Discovered 1775 by Johann Elert Bode.

Globular star cluster Messier 53 (M53, NGC 5024) is one of the more outlying globulars, being about 60,000 light years away from the Galactic center, and almost the same distance (about 58,000 light years) from out Solar system. At this distance, its apparent angular diameter of 13' corresponds to a linear diameter of roughly 220 light years. It is rapidly approaching us at a velocity given by Mallas as 112 km/s, by Harris as 79 km/s. M53 has a bright compact central nucleus of about 2' in diameter, although its stars are not very concentrated toward the center when compared to other globulars, and a gradually decreasing density profile to the outer edges. Harlow Shapley classified it in density, or concentration class V. While the NGC, following John Herschel, suspected its brightest red giant stars at about 12th magnitude, the Deep Sky Field Guide lists them at 13.8 mag, and the horizontal branch at about magnitude 16.9. The cluster's overall spectral type is givan as F6.

Its discoverer Johann Elert Bode, who found it on February 3, 1775, described it as a "rather vivid and round" nebula. Charles Messier, who independently rediscovered and cataloged it two years later, on February 26, 1777, found it "round and conspicuous" and that it resembles M79William Herschel was the first to resolve it into stars, and found it similar to M10.

...............................................
LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m053.html



Programa Stellarium



NGC 5024 - M 53 - Aglomerado Globular Coma Berenices
Ascensão Reta 13h12m       Declinação +18o.17
Magnitude fotográfica global 8,7       Diâmetro aparente 14’4         Tipo Espectral A8
Distância kpc  20,0      Velocidade Radial (km/s)   - 112


- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986


http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_53#mediaviewer/File:Messier_53_Hubble_WikiSky.jpg
Imagem de Messier 53 tirada pelo Telescópio Espacial Hubble.Crédito:NASA/STScI/WikiSky




Messier 53 (também conhecido como M53 ou NGC 5024) é um aglomerado globular localizado na constelação de Coma Berenices. Foi descoberto por Johann Elert Bodeem 1775. A uma distância de cerca de 50 000 anos-luz do centro da Via Láctea, Messier 53 é um dos objetos mais periféricos da galáxia. Está quase à mesma distância doSistema Solar (cerca de 58 000 anos-luz).2
..........................................................

É um dos aglomerados globulares mais externos da Via-Láctea, situando-se a cerca de 60 000 anos-luz do centro galáctico e estando quase a mesma distância em relação à Terra, 58 000 anos-luz. Seu diâmetro aparente de 13 minutos de grau corresponde a um diâmetro real de 220 anos-luz. Está se aproximando do Sistema Solar a 112 km/s. 
.............................................................
LEIA MAIS
em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_53









http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m64atlas.jpg


Messier 64

Spiral Galaxy M64 (NGC 4826), type Sb, in Coma Berenices
Blackeye GalaxySleeping Beauty Galaxy

[m64.jpg]
Right Ascension12 : 56.7 (h:m)
Declination+21 : 41 (deg:m)
Distance19000 (kly)
Visual Brightness8.5 (mag) 
Apparent Dimension9.3x5.4 (arc min)


Discovered 1779 by Edward Pigott.

Messier 64 (M64, NGC 4826) is the famous Black Eye galaxy, sometimes also called the "Sleeping Beauty galaxy." The conspicuous dark structure is a prominent dust feature obscuring the stars behind. This feature also enables one to determine, or at least estimate, which of the galaxy's sides is nearer and which more remote; in case of M64, it seems that the southern side is nearer to us.

..............................................

M64 was discovered by Edward Pigott on March 23, 1779, just 12 days before Johann Elert Bode found it independently on April 4, 1779. Roughly a year later, Charles Messier independently rediscovered it on March 1, 1780 and cataloged it as M64. However, Pigott's discovery got published only when read before the Royal Society in London on January 11, 1781, while Bode's was published during 1779 and Messier's in late summer, 1780. Pigott's discovery was more or less ignored and recovered only by Bryn Jones in April 2002!

The dark dust feature was discovered by William Herschel who observed M64 twice in 1785 and 1789, and already compared it to a "Black Eye."
..............................................
LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m064.html


Programa Stellarium



NGC 4826 - M 64 - Galáxia Coma Berenices
Ascensão Reta 12h55       Declinação +21o.48
Tipo S - Galáxia Espiral       Magnitude fotográfica aparente   9,27
Dimensões Angulares  10 X 3,8       Distância (milhões de anos-luz) 12,0

A Galáxia do Olho Negro, 
com poeira escura próxima ao núcleo central
 e que efetivamente chama nossa atenção!


- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,

Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986


 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gal%C3%A1xia_Olho_Negro#mediaviewer/File:Blackeyegalaxy.jpg

This image of Messier 64 (M64) was taken with Hubble's Wide Field Planetary Camera 2 (WFPC2). The color image is a composite prepared by the Hubble Heritage Team from pictures taken through four different color filters. These filters isolate blue and near-infrared light, along with red light emitted by hydrogen atoms and green light from Strömgren y. M64 has a spectacular dark band of absorbing dust in front of the galaxy's bright nucleus, giving rise to its nicknames of the Black Eye or Evil Eye galaxy. At first glance, M64 appears to be a fairly normal pinwheel-shaped spiral galaxy. As in the majority of galaxies, all of the stars in M64 are rotating in the same direction, clockwise as seen in the Hubble image. However, detailed studies in the 1990's led to the remarkable discovery that the interstellar gas in the outer regions of M64 rotates in the opposite direction from the gas and stars in the inner regions. Active formation of new stars is occurring in the shear region where the oppositely rotating gases collide, are compressed, and contract. Particularly noticeable in the image are hot, blue young stars that have just formed, along with pink clouds of glowing hydrogen gas that fluoresce when exposed to ultraviolet light from newly formed stars. Astronomers believe that the oppositely rotating gas arose when M64 absorbed a satellite galaxy that collided with it, perhaps more than one billion years ago. This small galaxy has now been almost completely destroyed, but signs of the collision persist in the backward motion of gas at the outer edge of M64.



galáxia do Olho Negro (Messier 64NGC 4826) é uma galáxia espiral localizada a aproximadamente dezessete milhões de anos-luz (cerca de 5,2 megaparsecs) de distância na direção da constelação da Cabeleira de Berenice. Possui aproximadamente oitenta e seis mil anos-luz de diâmetro, uma magnitude aparente de +9,4, uma declinação de +21° 40' 58" e uma ascensão reta de 12 horas, 56 minutos e 44,2 segundos.
A galáxia NGC 4826 é também conhecida como Galáxia do Olho Negro devido a sua extraordinária aparência escura com numerosos pontos brilhantes. A característica mais estranha e peculiar observada nesta galáxia diz respeito aos seus movimentos internos, enquanto os braços externos movem-se em uma direção, a parte interna move-se para outra direção, este fato é de difícil explicação, mas os cientistas acreditam na hipótese de que a galáxia NGC 4826 seja o resultado da colisão entre duas galáxias, uma grande e uma pequena.
....................................................
Também chamada de "galáxia Bela Adormecida", tem como principal características uma nuvem interestelar de poeira que obscurece parte da galáxia, visível mesmo em pequenos telescópios amadores. De acordo com James D. Wray, a galáxia pode estar passando por uma segunda onda de geração de novas estrelas. As estrelas contidas em seus braços são de idade intermediária, pois não hámaterial interestelar suficiente para gerar novas estrelas. Entretanto, a matéria expelida por meio de vento estelarsupernovas enebulosas planetárias se acumulou para formar uma nova geração de estrelas. Esta segunda onda de geração estelar alcançou aparentemente a região escura da galáxia.4
.........................................................
LEIA MAIS
em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gal%C3%A1xia_Olho_Negro








Coma Berenices constellation map.png


http://pt.wikipedia.org/wiki/Coma_Berenices




Virgo cluster of galaxies

Main article: Virgo Cluster
Coma Berenices contains the northern portion of the Virgo cluster (also known as the Coma-Virgo cluster), which is around 60 million light years away.
M100 (NGC 4321) is a 9th-magnitude spiral galaxy seen face-on. It is part of the Virgo Cluster.[7] At 7 arcminutes across, it has the largest apparent size of any galaxy in the Virgo cluster. Its diameter is over 120,000 light years, making it among the largest spiral galaxies in the Virgo cluster. Photographs reveal a brilliant core, two prominent spiral arms and an array of secondary ones, as well as several dust lanes.
M85 (NGC 4382) is an elliptical galaxy in the Virgo cluster. It is one of the brighter members of the cluster at magnitude 9. Its nucleus is bright and appears starlike in small amateur telescopes.[7]
M98 (NGC 4192) is a bright, elongated spiral galaxy that is seen nearly edge-on; it can appear elliptical because of its unusual angle. It is of the 10th magnitude and is a member of the Virgo Cluster.
M99 (NGC 4254) is a spiral galaxy seen face-on. Like M98, it is a 10th-magnitude member of the Virgo Cluster. R.H. Allen called it the "Pinwheel nebula", although this name is more often applied to the Triangulum Galaxy.
M88 (NGC 4501) is a multi-arm spiral galaxy, seen about 30° from edge-on.

M91 (NGC 4548) is a barred spiral galaxy.
http://en.wikipedia.org/wiki/Coma_Berenices



http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m85atlas.jpg



Messier 85

Lenticular (S0) Galaxy M85 (NGC 4382), type S0, in Coma Berenices
[m85.jpg]
Right Ascension12 : 25.4 (h:m)
Declination+18 : 11 (deg:m)
Distance60000 (kly)
Visual Brightness9.1 (mag) 
Apparent Dimension7.1x5.2 (arc min)

Discovered 1781 by Pierre Méchain.

Messier 85 (M85, NGC 4382) is the northernmost member of the Virgo Cluster in Messier's catalog, and thus situated in constellation Coma Berenices.

M85 was discovered on March 4, 1781 by Pierre Méchain. His report of this discovery caused Charles Messier to investigate this nebulous object and this whole celestial region, and on March 18, 1781, he cataloged it as M85, together with seven own discoveries of that night in the same area in the sky, all of them also member galaxies of the Virgo Cluster, and globular cluster M92.
.................................................
LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m085.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_85#mediaviewer/File:Messier_85_Hubble_WikiSky.jpg
Messier 85 galaxy by Hubble space telescope



Messier 85 (também conhecido como M85 ou NGC 4382) é uma galáxia lenticular na constelação de Coma Berenices. Foi descoberta por Pierre Méchain em 4 de março de 1781. Está a uma distância de 60 milhões de anos-luz e tem 125 anos-luz de comprimento.3

..................................................

É uma galáxia lenticular luminosa, semelhante em muitos aspectos com sua companheira de aglomerado, Messier 84. Consiste-se de uma população estelar basicamente velha, constituída apenas de estrelas amareladas. Seu diâmetro aparente é de 7,1 x 5,2 minutos de arco em astrofotografias de longa exposição, implicando um diâmetro real de 125 000anos-luz, considerando sua distância de 60 milhões de anos-luz em relação à Terra, como qualquer outro membro do aglomerado.3
Está a apenas 130 000 anos-luz de outra galáxia, NGC 4394, uma galáxia espiral barrada, e com uma pequena galáxia elíptica chamada MCG 3-32-38.4 . Todas estão se afastando do Sistema Solar a uma velocidade de 700 km/s.3
Apenas uma supernovatipo I, foi observada em M85, a SN 1960R, descoberta em 20 de dezembro de 19670, alcançando uma magnitude aparente máxima 11,7.3
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_85

Programa Stellarium











http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m88atlas.jpg




Messier 88

Spiral Galaxy M88 (NGC 4501), type Sc, in Coma Berenices
[m88.jpg]
Right Ascension12 : 32.0 (h:m)
Declination+14 : 25 (deg:m)
Distance60000 (kly)
Visual Brightness9.6 (mag) 
Apparent Dimension7x4 (arc min)


Discovered 1781 by Charles Messier.

Messier 88 (M88, NGC 4501) is one of the brighter spiral galaxies in the Virgo Cluster of Galaxies.
M88 is one of the eight galaxies found on March 18, 1781 by Charles Messier in the Coma-Virgo region, and described by him as "nebula without stars," "one of the faintest" objects, and similar to M58. On that most successful discovery day, Messier also found globular cluster M92, to bring his daily score to 9 cataloged objects.
......................................
LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m088.html







http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_88#mediaviewer/File:Messier_88_galaxy.jpg
Messier 88, 24 inch telescope on Mt. Lemmon, AZ.


Messier 88 (também conhecida como M88 ou NGC 4501) é uma galáxia espiral a 47 milhões de anos-luz de distancia na constelação de Coma Berenices. A galáxia é um membro do Aglomerado de Virgem. Foi descoberta por Charles Messier em 1781.
...................................................

É uma das mais brilhantes galáxias espirais do aglomerado de Virgem e uma das primeiras a ser reconhecida como espiral por William Parsons, em 1850, que a listou em seu catálogo de 14 galáxias espirais.2
.........................
Apenas uma supernova foi descoberta em M88, a SN 1999cl, descoberta em 29 de maio de 1999, alcançando a magnitude aparente máxima 13,8 oito dias depois.2
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_88


Programa Stellarium









http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m91atlas.jpg



Messier 91

Spiral Galaxy M91 (NGC 4548), type SBb, in Coma Berenices
[m91.jpg]
Right Ascension12 : 35.4 (h:m)
Declination+14 : 30 (deg:m)
Distance60000 (kly)
Visual Brightness10.2 (mag) 
Apparent Dimension5.4x4.4 (arc min)


Discovered most probably by Charles Messier in 1781. Independently rediscovered by William Herschel in the on April 8, 1784.

Messier 91 (M91, NGC 4548) is the faintest object in Messier's catalog. It is a nice barred spiral galaxy, and a member of the Virgo Cluster. Like a number of other cluster members, it is situated in the southern part of constellation Coma Berenices.

On March 18, 1781, Charles Messier discovered the unusually large number of 8 nebulous objects, all in the region of today's border of the constellations Virgo and Coma Berenices, i.e. Virgo Cluster galaxies (plus one additional object,globular cluster M92 in Hercules). The last of these eight objects was cataloged by him as M91, but his position was erroneous.

Thus, for a long time, M91 was a missing Messier object, as Messier had determined its position from M89 while he thought it was from M58, as the Texas amateur William C. Williams of Fort Worth has figured out in 1969 (Williams 1969). Thus, the identity of M91 with NGC 4548, which had been cataloged H II.120 by William Herschel on April 8, 1784, was finally uncovered. Previous opinions have been that M91 had either been a comet which the great comet hunter Messier mistook for a nebula, and Owen Gingerich had suspected that it had been a duplicate observation of M58. William Herschel had not found M91 at Messier's erroneous position and suspected that it might have been NGC 4571 (his H III.602), a beautiful but faint 11.3 mag barred spiral (NGC 4571 came into discussion in summer 1994 when a group of astronomers at the Canada France Hawaii Telescope (CFHT) used observations of 3 Cepheids in this galaxy for a determination of the Hubble constant).
.......................................................
LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m091.html



Programa Stellarium



Messier 91 (também conhecido como M91 ou NGC 4548) é uma galáxia espiral barrada pertence ao Aglomerado de Virgem. Está localizada na constelação deComa Berenices a 63 milhões de anos-luz da Terra.2 Foi descoberta por Charles Messier em 1781.3

É a galáxia de menor brilho do catálogo Messier pertencente ao aglomerado de Virgem. Permaneceu perdida por um erro de Messier na descrição de sua posição na esfera celeste até 1969, quando o astrônomo amador William C. Williams descobriu que o astrônomo francês havia descrito a posição de M91 em relação aMessier 89, e não em relação a Messier 58, como descrito em seu catálogo.3
Antes da resolução de sua posição por Williams, pensava-se que Messier confundiu a galáxia com um fraco cometa, ou uma duplicação de M58, de acrdo comOwen Gingerich. A galáxia de afasta da Terra a uma velocidade de 400 km/s. Como membro do aglomerado de Virgem, sua distância em relação ao Sistema Solaré de 60 milhões de anos-luz, e seu diâmetro aparente de 5,4 minutos de grau corresponde a um diâmetro real de 94 000 anos-luz.3
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_91










http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m98atlas.jpg


Messier 98

Spiral Galaxy M98 (NGC 4192), type Sb, in Coma Berenices
[m98.jpg]
Right Ascension12 : 13.8 (h:m)
Declination+14 : 54 (deg:m)
Distance60000 (kly)
Visual Brightness10.1 (mag) 
Apparent Dimension9.5x3.2 (arc min)



Discovered by Pierre Méchain in 1781.
Messier 98 (M98, NGC 4192) is one of the faintest objects in Messier's catalog. It is a beautiful spiral galaxy seen edge-on, and a member of the Virgo Cluster of Galaxies, situated in the southern part of constellation Coma Berenices.

Together with nearby situated M99 and M100, M98 was discovered on March 15, 1781 by Pierre MéchainCharles Messier measured its position and cataloged it on April 13, 1781, immediately before finishing the third, final published edition of his catalog, and remarks that M98 is the faintest of these three.

M98 is one of the more difficultly observable Messier galaxies in the Virgo Cluster, although it is situated in constellation Coma.
..................................
LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m098.html



http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_98#mediaviewer/File:M-98.jpg
An image of M98. Credit: Astrofotografía http://astroguia.org/astroalbum/displayimage.php?pos=-309 en:Category:Galaxy images



Messier 98 (também conhecida como M98 ou NGC 4192) é uma galáxia espiral intermediária localizada a 60 milhões de anos-luz de distância da Terra. Fica naconstelação de Coma Berenices e foi descoberto em 1781 por Pierre Méchain.
..............................................
Um dos objetos mais fracos de todo o catálogo Messier, a galáxia espiral é membro do aglomerado de Virgem, o maior aglomerado galáctico próximo da Terra. Aproxima-se do Sistema Solar a 125 km/s, velocidade inadequada para validar a galáxia como membro do aglomerado de Virgem, segundo Holmberg. Entretanto, sabe-se que o aglomerado possui um centro de gravidade, onde todas as galáxias pertencentes ao sistema estão se aproximando. Algumas galáxias, ao realizar o movimento, se afastam da Via-Láctea e outras se aproximam, que é o caso de M98.2
Exibe um disco galáctico caótico e difuso, com algumas regiões azuladas onde estrelas são formadas. Também há uma considerável quantidade de poeira que avermelhece significativamente seu núcleo.2
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_98



Programa Stellarium










http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m99atlas.jpg



Messier 99

Spiral Galaxy M99 (NGC 4254), type Sc, in Coma Berenices
[m99.jpg]
Right Ascension12 : 18.8 (h:m)
Declination+14 : 25 (deg:m)
Distance60000 (kly)
Visual Brightness9.9 (mag) 
Apparent Dimension5.4x4.8 (arc min)

Discovered by Pierre Méchain in 1781.

Messier 99 (M99, NGC 4254) is one of the fainter Messier objects, and a beautiful spiral galaxy seen almost face-on. Situated in the southern part of constellation Coma Berenices, it is one of the brighter spiral members of the Virgo Cluster of Galaxies.

M99 was discovered on March 15, 1781 by Messier's colleague and friend, Pierre Méchain, together with the nearby situated M98 and M100Charles Messier measured its position and included it in his catalog on April 13, 1781, immediately before finishing the third, final published edition.
...........................................

LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m099.html



http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_99#mediaviewer/File:Phot-20a-02.jpg
An image of the Virgo cluster spiral galaxy NGC 4254, with the "metal-rich" H II regions indicated. (VLT ANTU and FORS1). ID: phot-20a-02 Press Release: 15/02 Object: NGC 4254 Telescope: UT2/Kueyen Instrument: FORS1 Size: 1791x2067 Credit: ESO



Messier 99 (também conhecido como M99 ou NGC 4254) é uma galáxia espiral não-barrada da constelação de Coma Berenices que fica a aproximadamente 60 milhões de anos-luz da Terra. Foi descoberta por Pierre Méchain em 17 de março de 1971.
............................................
Um dos objetos mais fracos de todo o catálogo Messier, a galáxia espiral é membro do aglomerado de Virgem, o maior aglomerado galáctico próximo da Terra. É incomumente assimétrica: seu núcleo galáctico não está no centro da galáxia. Supõe-se que essa assimetria seja resultado de uma quase-colisão com outra galáxia vizinha, Messier 98, que se aproxima da Terra a 125 km/s. Além disso, a galáxia afasta-se da Terra a uma alta velocidade de 2 324 km/s, a maior recessão de um objeto Messier.1
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_99


Programa Stellarium

Programa Stellarium

Programa Stellarium







http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/spr99/m100atlas.jpg



Messier 100

Spiral Galaxy M100 (NGC 4321), type Sc, in Coma Berenices
[m100.jpg]
Right Ascension12 : 22.9 (h:m)
Declination+15 : 49 (deg:m)
Distance60000 (kly)
Visual Brightness9.3 (mag) 
Apparent Dimension7x6 (arc min)

Discovered by Pierre Méchain in 1781.

Messier 100 (M100, NGC 4321) is a beautiful example of a grand-design spiral galaxy, and one of the brightest galaxies in the Virgo Cluster, or Coma-Virgo of Galaxies. Like a number of other members of this cluster, it is situated in the southern part of constellation Coma Berenices.

On March 15, 1781, Pierre Méchain discovered this object, M100, together with its apparent neighbors, M98 and M99. His friend, Charles Messier, obtained its position on April 13, 1781, and included it in his catalog, immediately before finishing the third, final published edition.
M100 is one of the brightest member galaxies of the Virgo Cluster of galaxies.
..........................................
LEIA MAIS
em

http://messier.obspm.fr/m/m100.html






http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_100#mediaviewer/File:Core_of_Messier_100.jpg
Messier 100, Telescópio Espacial Hubble



Messier 100 (também conhecida como M100 ou NGC 4321) é uma galáxia espiral barrada localizada a cerca de 52,5 milhões de anos-luz de distância na constelação de Coma Berenices. Foi descoberto em 1781 por Pierre Méchain. É uma das mais brilhantes galáxias no aglomerado de Virgem. Cinco supernovasforam identificados em M100: SN 1901b, SN 1914A, SN 1959E, 1979c SN e SN 2006X.
...........................................

É uma das galáxias espirais mais notáveis para a astronomia amadora e é um dos membros mais brilhantes do aglomerado de Virgem. Tem dois braços mais brilhantes e notáveis, compostas de estrelas jovens, maciças, azuis formadas recentemente (em termos astronômicos), e vários outros braços menos brilhantes. As estrela azuis formaram-se a partir de perturbações que a galáxia sofreu de galáxias vizinhas.1

Investigações realizadas com o Telescópio Espacial Hubble descobriram mais de 20 estrelas variáveis cefeidas, assim como uma nova. A partir de suas cefeidas, foi-se possível determinar sua distância em relação à Terra, estimada em cerca de 56 ± 6 milhões de anos-luz, a primeira distância com precisão satisfatória de todo o aglomerado de Virgem.1
......................................
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_100



Programa Stellariium







http://ids.lib.harvard.edu/ids/view/1414681?width=2400&height=2395&html=y

...............................................




O CATÁLOGO MESSIER




Catálogo Messier é um catálogo astronômico composto por 110 objetos do céu profundo, compilado pelo astrônomo francês Charles Messier entre 1764 e 1781.1Originalmente com o nome "Catalogue des Nébuleuses et des amas d'Étoiles, que l'on découvre parmi les Étoiles fixes sur l'horizon de Paris" (Catálogo de Nebulosas e Aglomerados Estelares Observados entre as Estrelas Fixas sobre o Horizonte de Paris), foi construído com objetivo de identificar objetos do céu profundo, comonebulosasaglomerados estelares e galáxias que poderiam ser confundidos com cometas, objetos de brilho fraco e difusos no céu noturno.2
Antes de Messier, vários outros astrônomos elaboraram catálogos semelhantes, como a lista de seis objetos de Edmond Halley,3 o catálogo de William Derham, baseado no catálogo de estrelas de Johannes Hevelius, o Prodomus Astronomiae, o Catálogo das Nebulosas do Sul de Nicolas Louis de Lacaille, de 1755, bem como as listas deGiovanni Domenico Maraldi e Guillaume Le Gentil e Jean-Philippe de Chéseaux. Os diferentes objetos do catálogo são designados pela letra M seguida de um número, que corresponde à ordem cronológica das descobertas ou inclusões: assim, M1 corresponde ao primeiro objeto catalogado, enquanto que a galáxia de Andrômeda, conhecida desde a Idade Média, é apenas o objeto M31. Os objetos do catálogo, conhecidos como "Objetos Messier", também constam em outros catálogos mais recentes, como o New General Catalogue (NGC).
.....................................................

História


nebulosa do Caranguejo (M1), a primeira entrada do Catálogo Messier
Messier foi motivado a elaborar o catálogo enquanto estava à procura do cometa Halley em 1758.4 5 Segundo os cálculos orbitais de Joseph-Nicolas Delisle, chefe doobservatório astronômico onde ele trabalhava, Halley reapareceria na constelação do Touro.6 Enquanto observava o céu noturno à procura de Halley, descobriu independentemente outro cometa7 e um objeto de aparência semelhante, mas que não se movia em relação às estrelas vizinhas, sendo o primeiro objeto do céu profundodescoberto pelo astrônomo francês. Esse objeto é conhecido atualmente como a Nebulosa do Caranguejo, o remanescente da supernova de 1054.8
Com o objetivo de não mais confundir esses objetos difusos e fixos com cometas, Messier decidiu procurar outros objetos que poderiam enganar a si próprio e a outros astrônomos e decidiu incluí-los em um catálogo que descrevesse suas posições exatas e características.9 Segundo o próprio astrônomo:
"O que me levou a construir o catálogo foi a descoberta da nebulosa I acima do chifre sul de Touro em 12 de setembro de 1758, enquanto observava o cometa daquele ano. Esta nebulosa tinha tamanha semelhança com um cometa em sua forma e brilho e me esforcei para encontrar os outros, de modo que os astrônomos não mais confundissem estas mesmas nebulosas com cometas."9

SAIBA MUITO MAIS, acessando
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cat%C3%A1logo_Messier







Os desenhos formados pelas estrelas
 - AS CONSTELAÇÕES - 
são como janelas que se abrem para a infinitude do universo 
e que possibilitam nossa mente a ir percebendo que existe mais, bem mais,
 entre o céu e a terra..., 
bem como percebendo que o caos, 
vagarosamente,
vai se tornando Cosmos
 e este por nossa mente sendo conscientizado.

Quer dizer, 
nossa mente é tão infinita quanto infinito é o Cosmos.

Com um abraço estrelado,
Janine Milward




http://www.ianridpath.com/atlases/urania/urania10.jpg





Alguns dados apresentados neste Trabalho
devem requerer do Caro Leitor
alguma pequena retificação.

Obrigada por sua compreensão.

Visitando os Sites abaixo,
 você conseguirá informações atualizadas e preciosas
sobre os Objetos Celestiais de seu interesse:

NASA/IPAC EXTRAGALACTIC DATABASE –
NASA/IPAC Extragalactic Database (NED) -  operated by the Jet Propulsion Laboratory, California Institute of Technology, under contract with the National Aeronautics and Space Administration.


THE NIGHT SKY ATLAS
The night sky atlas creates images of any part of the night sky, allowing easy location of any object. Detailed chart images show all stars visible to the naked eye, the constellations, Messier objects, and names of the brightest stars.

The Internet STELLAR DATABASE
- stars within 75 light-years.  (Plus some of the more well-known "name brand" stars farther away.)