segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Scutum, o Escudo, é uma constelação que homenageia um rei


Olá!

Scutum, o Escudo, é abrigado, digamos assim, por apenas três constelações,
quer dizer, de um lado existe o imenso Serpentário, Ophiucus, 
e a parte da Cauda da Serpente;
ao norte, encontramos a belíssima Águia, Aquila;
e, finalmente, ao sul o Escudo pode sempre tomar seu chá das cinco
junto ao Bule de Chá que o Sagitário, o Arqueiro, apresenta.

Scutum, o Escudo, é uma constelação que homenageia um rei,
é uma herança a todos nós legada até os dias de hoje.

O Escudo, Scutum, é uma constelação interessante
pois que em função de sua proximidade 
à Linha da Eclíptica
(em sua parte sul 
e em sua divisa com o Arqueiro, Sagittarius),
volta e meia acaba acolhendo a visita da Lua
ou mesmo de algum Planeta
( por algum bom tempo
- entre 2013 e 2014 -, 
Scutum veio praticamente
(em sua fronteira com o Sagitário)
 abrigando Plutão, 
aquele que já foi rei (Planeta) 
e que jamais perde sua majestade.

Com um abraço estrelado,
Janine Milward



Stellarium

Stellarium

Stellarium





Mario Jaci Monteiro - As Constelações, Cartas Celestes



SCUTUM, O ESCUDO


Posicionamento:
Ascensão Reta 18h18m / 18h56m   Declinação -4o.0 / -16o.0

História:
Constelação formada por Hevelius em 1690 em honra ao rei da Polônia.

Fronteiras:
Scutum situa-se entre as constelações Sagittarius, Aquila, Serpens


R Scuti - Estrela Variável
Ascensão Reta   18h44m      Declinação -05o.46
Magnitudes:  Max 5,4     Min  9,0     Período 142,0
Tipo SPE      Espectro K2v


- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986


http://www.ianridpath.com/atlases/urania/urania12.jpg



Richard Hinckley Allen, Star Names, Their Lore and Meaning, Dover Publications, Inc, New York, USA 








Richard Hinckley Allen, em seu famoso e importantíssimo livro
Star Names — Their Lore and Meaning -,
nos fala bem sinteticamente sobre SCUTUM:

.................

It is pictured as the Coat of Arms of the third John Sobieski, king of Poland, who so distinguished himself in the defensive wars of his native land, as well as in his successful resistance of the Turks in their march on Vienna when turned back at the Kalenberg on the 12th of September, 1683. It was just after this, when he had made his triumphal entry into the city, that at the cathedral service of thanksgiving the officiating priest read the passage:

There was a man sent from God, whose name was John.

Seven years subsequently this new constellation was named for him by Hewel, with a glowing tribute to his merit and heroic deeds; the sign of the Cross for which he fought being emblazoned on his Shield as we have it to‑day. Some identify this Cross, however, with that of the fighting Franciscan friar, Saint John Capistrano, famous at Belgrade in 1456, and now honored by a colossal statue on the exterior of the Vienna cathedral. The four stars on the border of the Shield are for the four sons of the king.

Although Scutum is a recent creation with us, it has long been known in China as Tien Pien, the Heavenly Casque, but in this are included some components of Antinoüs.
............................

http://penelope.uchicago.edu/Thayer/E/Gazetteer/Topics/astronomy/_Texts/secondary/ALLSTA/Scutum_Sobiescianum*.html






http://en.wikipedia.org/wiki/John_III_Sobieski#mediaviewer/File:Scutum_Sobiescianum.PNG

Scutum Sobiescianum
Johannes Hevelius - Atlas Coelestis. Johannes Hevelius drew the constellation in Uranographia, his celestial catalogue in 1690.




Scutum (Sct), o Escudo, é uma constelação do hemisfério celestial sul. O genitivo, usado para formar nomes de estrelas, é Scuti. Representa o escudo do rei João III Sobieski da Polônia.
As constelações vizinhas são AquilaSerpens (Cauda) e Sagittarius.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Aglomerado_do_Pato_Selvagem



http://www.iau.org/static/public/constellations/gif/SCT.gif


Alpha Scuti (14 Scuti) é uma estrela na direção da Scutum. Possui uma ascensão reta de 18h 35m 12.44s e uma declinação de −08° 14′ 35.9″. Sua magnitude aparente é igual a 3.85. Considerando sua distância de 174 anos-luz em relação à Terra, sua magnitude absoluta é igual a 0.21. Pertence à classe espectral K2III.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alpha_Scuti

Beta Scuti (24 Scuti) é uma estrela na direção da Scutum. Possui uma ascensão reta de 18h 47m 10.48s e uma declinação de −04° 44′ 52.2″. Sua magnitude aparente é igual a 4.22. Considerando sua distância de 689 anos-luz em relação à Terra, sua magnitude absoluta é igual a −2.41. Pertence à classe espectral G5II....
http://pt.wikipedia.org/wiki/Beta_Scuti

Gamma Scuti (6 Scuti) é uma estrela na direção da constelação de Scutum. Possui uma ascensão reta de 18h 29m 11.85s e uma declinação de −14° 33′ 56.9″. Suamagnitude aparente é igual a 4.67. Considerando sua distância de 291 anos-luz em relação à Terra, sua magnitude absoluta é igual a −0.09. Pertence à classe espectral A1IV/V.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gamma_Scuti

Em astronomia, as variáveis δ Scuti são uma classe de estrelas variáveis com massas entre 1,5 e 2,5 massas solares, cuja localização no diagrama HR é a região de intersecção da sequência principal com a parte inferior da faixa de instabilidade das estrelas Cefeidas.1 Esta classe estelar inclui estrelas da sequência principal, bem como estrelas que já saíram da sequência principal, mas que ainda possuem uma camada de queima de hidrogênio.
São estrelas dos tipos espectrais A0–F6 e das classes de luminosidade III–V.1
A maioria das variáveis δ Scuti são estrelas pulsantes multiperiódicas, tal como as estrelas anãs brancas pulsantes, porém com frequências de pulsação mais baixas, entre 50 e 600 μHz. Os modos de pulsação são tanto radiais quanto não-radiais1 e são produzidos pelo mecanismo-κ associado com a zona onde o hélio está parcialmente ionizado.
Estrelas delta Scuti oferencem uma boa oportunidade para se aplicar as ferramentas da asterosismologia para estudar mecanismos físicos chaves que atuam durante a fase na sequência principal, como o transporte de momento angular e o transporte de matéria nas camadas convectivas da estrela.
Podem também ser denominadas de por cefeidas de período ultra curto ou cefeidas anãs.1
http://pt.wikipedia.org/wiki/Delta_Scuti

Epsilon Scuti (21 Scuti) é uma estrela na direção da constelação de Scutum. Possui uma ascensão reta de 18h 43m 31.24s e uma declinação de −08° 16′ 30.9″. Suamagnitude aparente é igual a 4.88. Considerando sua distância de 522 anos-luz em relação à Terra, sua magnitude absoluta é igual a −1.14. Pertence à classe espectral G8II.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Epsilon_Scuti

Zeta Scuti (3 Scuti) é uma estrela na direção da constelação de Scutum. Possui uma ascensão reta de 18h 23m 39.55s e uma declinação de −08° 56′ 04.2″. Suamagnitude aparente é igual a 4.66. Considerando sua distância de 191 anos-luz em relação à Terra, sua magnitude absoluta é igual a 0.82. Pertence à classe espectral K0III.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Zeta_Scuti

Eta Scuti (33 Scuti) é uma estrela na direção da constelação de Scutum. Possui uma ascensão reta de 18h 57m 03.63s e uma declinação de −05° 50′ 46.4″. Suamagnitude aparente é igual a 4.83. Considerando sua distância de 207 anos-luz em relação à Terra, sua magnitude absoluta é igual a 0.82. Pertence à classe espectral K1III.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Eta_Scuti



http://pt.wikipedia.org/wiki/Aglomerado_do_Pato_Selvagem



M11 - NGC 6705 - Aglomerado Aberto, o Pato Selvagem
Um dos aglomerados mais interessantes e ricos.  É visível na extremidade norte da Nuvem de Estrelas em Scutum, que é parte da Via Láctea e muito mais distante do que M11.
Ascensão Reta 18h50     Declinação -06o.08
Magnitude fotográfica global 6,8  Magnitude fotográfica da mais brilhante estrela 12,0
 Distância kpc 1,70       Diâmetro    13’     Tipo Espectral B8

- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




http://www.eso.org/public/archives/images/screen/eso1430a.jpg

This stunning image of the Wild Duck Cluster by the ESO’s La Silla Observatory reveals the beauty of one of the most star-rich open clusters.
Credit: ESO


http://pt.wikipedia.org/wiki/Aglomerado_do_Pato_Selvagem#mediaviewer/Ficheiro:Messier11.jpg


Aglomerado do Pato Selvagem (Messier 11, NGC 6705) é um aglomerado aberto de estrelas na constelação de Escudo. Foi descoberto pelo astrônomo alemãoGottfried Kirch em 1681, e o francês Charles Messier incluiu o objeto em seu catálogo em 1764.
É um dos mais ricos e compactos aglomerados abertos conhecidos, contendo cerca de 2 900 estrelas. Sua idade é estimada em cerca de 220 milhões de anos e seu nome deriva-se de suas estrelas mais brilhantes, que formam um triângulo que podem representar um bando de patos em formação de voo. Tem magnitude aparente 6,3, sendo visível a olho nu apenas sob excelentes condições de observação. Suas estrelas mais brilhantes podem ser observadas em binóculos ou pequenos telescópios. Situa-se a 6 200 anos-luz em relação à Terra.
........................................................
aglomerado aberto foi descoberto pelo astrônomo alemão Gottfried Kirch, no observatório de Berlim em 1681. Suas estrelas mais brilhantes foram resolvidas por William Derham em 1733. Foi listado por Charles Messier como a décima primeira entrada de seu catálogo em 30 de maio de 1764.1
http://pt.wikipedia.org/wiki/Aglomerado_do_Pato_Selvagem



http://pt.wikipedia.org/wiki/Aglomerado_do_Pato_Selvagem#mediaviewer/Ficheiro:PSM_V60_D304_Star_cluster_messier_11_and_the_surrounding_milky_way.png 





Messier 26 (NGC 6694) é um aglomerado estelar aberto, integrante do Catálogo Messier. Ésta localizado na constelação de Escudo e foi descoberto por Charles Messierem 1764.
O aglomerado estende-se por 22 anos-luz e está a uma distância de 5 000 anos-luz relação à Terra. Sua estrela mais brilhante tem magnitude aparente 11,9 e tem aproximadamente 89 milhões de anos..

http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_26#mediaviewer/Ficheiro:Messier_026_2MASS.jpg
Two Micron All Sky Survey (2MASS), a joint project of the University of Massachusetts and the Infrared Processing and Analysis Center/California Institute of Technology, funded by the National Aeronautics and Space Administration and the National Science Foundation. - 2MASS Atlas Image Gallery: The Messier Catalog


NGC 6683 é um aglomerado aberto na direção da constelação de Scutum. O objeto foi descoberto pelo astrônomo John Herschel em 1827, usando um telescópio refletor com abertura de 18,6 polegadas. Devido a sua moderada magnitude aparente (+9,4), é visível apenas com telescópios amadores ou com equipamentos superiores.
http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_6683


NGC 6625 é um aglomerado aberto na direção da constelação de Scutum. O objeto foi descoberto pelo astrônomo John Herschel em 1826, usando um telescópio refletor com abertura de 18,6 polegadas. Devido a sua moderada magnitude aparente (+9), é visível apenas com telescópios amadores ou com equipamentos superiores.
http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_6625


NGC 6704 é um aglomerado estelar aberto na direção da constelação do Estudo. Foi descoberto pelo astrônomo alemão Friedrich August Theodor Winnecke em 1854. Devido a sua moderada magnitude aparente (+9,2), é visto mesmo com pequenos telescópios amadores ou com equipamentos maiores.
http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_6704


NGC 6664 é um aglomerado aberto na direção da constelação de Scutum. O objeto foi descoberto pelo astrônomo William Herschel em 1784, usando um telescópio refletor com abertura de 18,6 polegadas. Devido a sua moderada magnitude aparente (+7,8), é visível apenas com telescópios amadores ou com equipamentos superiores.
http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_6664


NGC 6649 é um aglomerado aberto na direção da constelação de Scutum. O objeto foi descoberto pelo astrônomo John Herschel em 1835, usando um telescópio refletor com abertura de 18,6 polegadas. Devido a sua moderada magnitude aparente (+8,9), é visível apenas com telescópios amadores ou com equipamentos superiores.
http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_6649


NGC 6712 é um aglomerado globular na direção da constelação de Scutum. O objeto foi descoberto pelo astrônomo William Herschel em 1784, usando um telescópiorefletor com abertura de 18,6 polegadas. Devido a sua moderada magnitude aparente (+8,1), é visível apenas com telescópios amadores ou com equipamentos superiores
http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_6712


http://apod.nasa.gov/apod/image/9902/ngc6712_esovlt_big.jpg
http://apod.nasa.gov/apod/ap990225.html
NGC 6712: Galactic Globular Cluster 
Credit: G. De Marchi, F. Paresce, B. Leibundgut, L. Pulone, (European Southern Observatory)
Explanation: Following orbits which loop high above the galactic plane, globular star clusters are probably 12 to 14 billion years old - truly ancient denizens of our Milky Way Galaxy. After analyzing these new ESO/VLT images of portions of the globular cluster NGC 6712, astronomers report that this dense grouping of about 1 million stars seems to be slowly dissolving - steadily loosing fainter, lower mass stars into our Galaxy's halo. Their results offer strong evidence for gravitational stripping of stars from clusters which pass through the plane and central regions of the Galaxy. One of about 150 globular clusters known to be members of the Milky Way, NGC 6712 is thought to have crossed through the crowded galactic plane only a few million years ago. NGC 6712 is about 23,000 light-years away in the southern constellation Scutum.





http://www.astro.wisc.edu/~dolan/constellations/skycharts/sct.gif




Os desenhos formados pelas estrelas são como janelas que se abrem para a infinitude do universo 
e que possibilitam nossa mente a ir percebendo que existe mais, bem mais, 
entre o céu e a terra...; 
bem como percebendo que o caos, vagarosamente, 
vai se tornando Cosmos e sendo por nossa mente conscientizado.  

Quer dizer, nossa mente é tão infinita quanto infinito é o Cosmos.

COM UM ABRAÇO ESTRELADO,
Janine Milward



Pata selvagem/domesticada
no Sítio das Estrelas
photo by Janine