quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Os Objetos Messier em Aquarius, o Aguadeiro


Olá!

Em continuidade aos nossos estudos
sobre a constelação Aquarius,
encontre alguma informação 
sobre os três constantes Objetos Messier
na constelação do Aguadeiro:

M2, M72 e M73.

Stellarium


Sabemos que Aquarius é uma imensa constelação
acolhendo estrelinhas bem simpáticas porém tímidas
e que podem ser bem observadas a olho nu

- à visão desarmada -
somente em lugares de céus bem escuros e transparentes
e em noites de ausência de Lua, de preferência.


Gostaria de chamar a atenção do Caro Leitor

para o fato de que existe uma espécie de fusão, digamos assim,
entre os campos das constelações Capricornius e Aquarius.



Quer dizer,
quando estamos observando Objetos
como M72 e M73,
estaremos apontando nossos aparelhos ópticos
para praticamente uma mesma direção
- porém um tantinho mais ao norte, é claro -,
em relação ao Objeto Messier único na constelação do Capricórnio,
M30.


(Confira nas Ilustrações e nas Cartas Celestes 

apresentadas mais abaixo).



Boa Observação e Bons Estudos!


Com um abraço estrelado,
Janine Milward



http://www.stellarium.org/pt/



Caro Leitor,



Veja mais acima,
a Ilustração apresentando
o posicionamento dos Objetos Messier
denominados M72 e M73,
na direção da constelação Aquarius.



Veja na Ilustração mais abaixo,
 o posicionamento do Objeto Messier
denominado M30
na direção da constelação Capricornius:



 http://www.stellarium.org/pt/






O posicionamento do Objeto Messier
denominado M2
na direção da constelação Aquarius:



http://www.stellarium.org/pt/




Mario Jaci Monteiro - As Constelações, Cartas Celestes - CARJ



Mario Jaci Monteiro - As Constelações, Cartas Celestes - CARJ



Mario Jaci Monteiro - As Constelações, Cartas Celestes
 - excerto apresentando ALFABETO GREGO, CONVENÇÕES E USO DA CARTA CELESTE







http://www.iau.org/static/public/constellations/gif/AQR.gif



OBJETOS MESSIER
NA DIREÇÃO DA CONSTELAÇÃO AQUARIUS



http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m2atlas.jpg
"Atlas Image [or Atlas Image mosaic] obtained as part of the Two Micron All Sky Survey (2MASS), a joint project of the University of Massachusetts and the Infrared Processing and Analysis Center/California Institute of Technology, funded by the National Aeronautics and Space Administration and the National Science Foundation."



Messier 2

Globular Cluster M2 (NGC 7089), class II, in Aquarius
[m2.jpg]
Right Ascension21 : 33.5 (h:m)
Declination-00 : 49 (deg:m)
Distance37.5 (kly)
Visual Brightness6.5 (mag) 
Apparent Dimension16.0 (arc min)


Discovered by Jean-Dominique Maraldi in 1746.



Globular cluster Messier 2 (M2, NGC 7089) was discovered by Maraldi on September 11, 1746. Charles Messier independently rediscovered and cataloged it exactly 14 years later, on September 11, 1760, as a "nebula without stars." William Herschel was the first to resolve it into stars.
............................................ 
LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m002.html




http://www.stellarium.org/pt/





NGC 7089 = M2 - Aglomerado Globular
Ascensão Reta 21h32m      Declinação -00o.54
Magnitude visual integral 6,3      Tipo A7Magnitude fotográfica global 6,9       Diâmetro aparente 6’,8         Tipo Espectral F4
Magnitude média das 25 mais brilhantes estrelas (excluindo as 5 mais brilhantes) 14,77
Número conhecido de Variáveis  22        Distância kpc   12,3
Velocidade Radial (km/s)   - 5

Facilmente observado com a ajuda de um par de binóculos, este aglomerado globular apresenta mais de 50 estrelas visíveis com a ajuda de um telescópio.

- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986




Messier 2 Hubble WikiSky
en:NASAen:STScIen:WikiSky - en:WikiSky's snapshot tool - [1]


Messier 2 (NGC 7089) é um aglomerado globular de estrelas na constelação de Aquário, descoberto pelo astrônomo Jean-Domenique Maraldi em 1746. É um dos maiores aglomerados globulares conhecidos da Via-Láctea.
Na esfera celeste, situa-se cerca de cinco graus ao norte da estrela Beta Aquarii e a dez graus ao su-sudoeste de Epsilon Pegasi, que tem a mesma declinação de Alpha Aquarii, a estrela mais brilhante de Aquário. É visto como uma pequena mancha nebulosa ligeiramente oval em binóculos e suas estrelas mais brilhantes são vistas com pequenos telescópios.3
.............................................

aglomerado globular foi descoberto pelo astrônomo franco-italiano Giovanni Domenico Maraldi em 11 de setembro de 1746 enquanto observava com Jacques Cassini um cometa.3 Exatos quatorze anos depois, Charles Messier descobriu-o de forma independente, listando o objeto astronômico em seu catálogo de aglomerados e nebulosas e descrevendo-o como uma nebulosasem estrelas. Anos mais tarde, William Herschel, descobridor de Urano e utilizando uma instrumentação mais eficiente, percebeu que a nebulosa na realidade era formada por incontáveis estrelas que não passavam de um borrão para Messier.2
Sua magnitude aparente é de 6,3 a 6,5 e tem, em fotografias CCD de longa exposição, 16 minutos de arco de diâmetro aparente. É fracamente visível a olho nu, mesmo em um céu noturno excepcionalmente escuro, embora seja facilmente localizável como uma nebulosa com o auxílio de lunetas ou binóculos. Apenas telescópios com abertura superior a 0,25 m são capazes de resolver suas estrelas mais brilhantes.2

LEIA MAIS EM

 
                                           Crédito: D. Williams, N. A. Sharp, AURA, NOAO, NSF.












http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m72atlas.jpg
"Atlas Image [or Atlas Image mosaic] obtained as part of the Two Micron All Sky Survey (2MASS), a joint project of the University of Massachusetts and the Infrared Processing and Analysis Center/California Institute of Technology, funded by the National Aeronautics and Space Administration and the National Science Foundation."




Messier 72

Globular Cluster M72 (NGC 6981), class IX, in Aquarius
[m72.jpg]
Right Ascension20 : 53.5 (h:m)
Declination-12 : 32 (deg:m)
Distance55.4 (kly)
Visual Brightness9.3 (mag) 
Apparent Dimension6.6 (arc min)


Discovered 1780 by Pierre Méchain.

Messier 72 (M72, NGC 6981) is one of the apparently smaller and fainter globular clusters in Messier's catalog. It is situated in the very western part of constellation Aquarius, close to the the group of four stars, M73.

Globular cluster M72 was discovered by Pierre Méchain in the night of August 29-30, 1780. Consequently, Charles Messier looked for it on the following October 4 and 5, and included it in his catalog.

M72 is one of the more remote of Messier's globular clusters: At about 53,000 light years, it lies a considerable distance beyond the Galactic Center. It is of 9th or 10th apparent magnitude, but as it is so distant it is one of the more intrinsically luminous globular cluster. However, M72 is not very concentrated (Shapley classified it as class IX); among Messier's globulars, only M71 (class X-XI) and M56 (class X) are even less concentrated. M72 is approaching us quite rapidly, at 255 km/sec, and has the considerable number of 42 known variables, mostly RR Lyrae stars. Its diameter is about 106 light years and appears to us under an angle of 6.6 arc minutes.

...............................................

LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m072.html




http://www.stellarium.org/pt/




Messier 72 (também conhecido como NGC 6981 ou M72)
 é um aglomerado globular localizado na constelação de Aquarius a 55 400 anos-luz daTerra. Foi descoberto por Pierre Méchain em 1780. Possui um raio de 53 anos-luz e uma dimensão aparente de 6,6 minutos de arco.
.......................................


aglomerado globular foi descoberto pelo astrônomo francês Pierre Méchain na noite de 29 de agosto de 1780, descoberta confirmada por seu colega de observatório Charles Messier, incluído em seu catálogo em 4 de outubro daquele ano.2
Aparece como uma "mancha nebulosa" de dois minutos de grau de diâmetro mesmo em telescópios amadores de 4 polegadas de abertura. Instrumntos ópticos mais potentes conseguem visualizar uma textura granulada e as estrelas mais brilhantes do aglomerado podem ser vistas com telescópios de 8 polegadas de abertura ou mais.2
LEIA MAIS EM
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_72

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/71/M72_Hubble_WikiSky.jpg
Imagem de Messier 72 tirada pelo Telescópio Espacial Hubble.
Crédito: NASA/STScI/WikiSky



http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_72






http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m73atlas.jpg

"Atlas Image [or Atlas Image mosaic] obtained as part of the Two Micron All Sky Survey (2MASS), a joint project of the University of Massachusetts and the Infrared Processing and Analysis Center/California Institute of Technology, funded by the National Aeronautics and Space Administration and the National Science Foundation."



Messier 73

Group or Asterism of 4 Stars M73 (NGC 6994) in Aquarius
[m73.jpg]
Right Ascension20 : 58.9 (h:m)
Declination-12 : 38 (deg:m)
Distance2.5 (kly)
Visual Brightness9.0 (mag) 
Apparent Dimension2.8 (arc min)



Discovered 1780 by Charles Messier.

The object Messier 73 (M73, NGC 6994)) is a little conspicuous assortment of four stars of 10th to 12th magnitude, situated in the very western part of constellation Aquarius; its nature as a physical group is doubtful. It lies only about 1.5 deg east of globular cluster M72.

Although M73 is apparently consisted of 4 stars, 3 of them being of about 10th to 11th magnitude (Burnham and Kenneth Glyn Jones give A:10.5, B:10.5, and C:11.0), the fourth (D) being of mag 12.0, it is obviously a true Messier object.Charles Messier found it on October 4, 1780, described it as follows:
"Cluster of three or four small stars, which resembles a nebula at first glance, containing very little nebulosity; this cluster is located on the parallel [of declination] of the preceding [M 72]; its position has been determined from the same star [Nu Aquarii]."
Apparently, this group found its way into Messier's catalog because he had determined its position at the same time when measuring M72, which is 1.5 degrees to the west. It may have been included because of its "first-glance nebulous" appearance in Messier's instruments. Although it is clear from this description that this group was what Messier had observed and measured, some versions of Messier's catalog omit it as an "obscure" object. However, John Herschel has included it in his General Catalogue as GC 4617, and J.L.E. Dreyer included it in the NGC catalog as entry number 6994.
Consequently, this object has received little research interest. Collinder (1931), who cataloged it as Cr 426, estimated its distance at 12,000 light-years, and from its 2.8' angular diameter, speculated if this was an open or a globular cluster. It was also cataloged as C 2056-128 and OCL 89 in more recent catalogs of open clusters. Ruprecht (1966) classified it as of Trumpler type IV 1 p, i.e. a very sparse and poor open cluster which is not very well detached from the surrounding star field.Wielen (1971) considered it as doubtful, but classified it as an old and nearby cluster.

......................................................

LEIA MAIS
em
http://messier.obspm.fr/m/m073.html


Programa Stellarium



Messier 73
 (M73, também conhecido como NGC 6994)

 é um asterismo de quatro estrelas na constelação de Aquarius. É composto por estrelas sem relação física que aparecem na mesma posição no céu vistas da Terra. É um dos asterismo mais bem conhecidos, e tem sido muito estudado cientificamente.

Ficheiro:Messier 073 2MASS.jpg

Origem2MASS Atlas Image Gallery: The Messier Catalog
AutorTwo Micron All Sky Survey (2MASS), a joint project of the University of Massachusetts and the Infrared Processing and Analysis Center/California Institute of Technology, funded by the National Aeronautics and Space Administration and the National Science Foundation.


Messier 73 (M73, também conhecido como NGC 6994) é um asterismo de quatro estrelas na constelação de Aquarius. É composto por estrelas sem relação física que aparecem na mesma posição no céu vistas da Terra. É um dos asterismo mais bem conhecidos, e tem sido muito estudado cientificamente.
...................................

asterismo de quatro estrelas de magnitude aparente 10 a 11 foi incluída pelo astrônomo francês Charles Messier em seu catálogo na mesma noite da descoberta do aglomerado Messier 72. Embora seja um objeto do céu profundo diferente dos restantes no catálogo, o próprio Messier descreveu o sistema como "um aglomerado de três ou quatro pequenas estrelas, que lembra a uma nebulosa à primeira vista, contendo muita pouca nebulosidade." 1
Provavelmente foi incluído no catálogo de Messier porque ele há havia medido sua posição ao medir a posição de M72, 1,5 graus a oeste e por ter a "aparência de uma nebulosa à primeira vista". Embora o objeto fosse excluído de alguns catálogos, observações subsequentes por John Herschel, no entanto, não revelaram nenhuma nebulosidade. Herschel também notou que a classificação de Messier 73 como um aglomerado era questionável, e inclui o objeto em seu Genetral Catalogue (GC) (Catálogo Geral) de aglomerados, nebulosas e galáxias.3 . Também foi incluído no New General Catalogue (NGC) por John Louis Emil Dreyer, ganhando a designação NGC 6994. É bem visível em telescópios amadores de 4 polegadas de abertura, formando um padrão em forma de "Y".1
LEIA MAIS EM
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_73


Aquarius constellation map.png






M 72 e M 73
O asterismo de quatro estrelas de magnitude aparente 10 a 11 foi incluída pelo astrônomo francês Charles Messier em seu catálogo na mesma noite da descoberta do aglomerado Messier 72. Embora seja um objeto do céu profundo diferente dos restantes no catálogo, o próprio Messier descreveu o sistema como "um aglomerado de três ou quatro pequenas estrelas, que lembra a uma nebulosa à primeira vista, contendo muita pouca nebulosidade." 1
Provavelmente foi incluído no catálogo de Messier porque ele há havia medido sua posição ao medir a posição de M72, 1,5 graus a oeste e por ter a "aparência de uma nebulosa à primeira vista". Embora o objeto fosse excluído de alguns catálogos, observações subsequentes por John Herschel, no entanto, não revelaram nenhuma nebulosidade. Herschel também notou que a classificação de Messier 73 como um aglomerado era questionável, e inclui o objeto em seu Genetral Catalogue (GC) (Catálogo Geral) de aglomerados, nebulosas e galáxias.3 . Também foi incluído noNew General Catalogue (NGC) por John Louis Emil Dreyer, ganhando a designação NGC 6994. É bem visível em telescópios amadores de 4 polegadas de abertura, formando um padrão em forma de "Y".1

http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_73


.................................................



O CATÁLOGO MESSIER



Catálogo Messier é um catálogo astronômico composto por 110 objetos do céu profundo, compilado pelo astrônomo francês Charles Messier entre 1764 e 1781.1Originalmente com o nome "Catalogue des Nébuleuses et des amas d'Étoiles, que l'on découvre parmi les Étoiles fixes sur l'horizon de Paris" (Catálogo de Nebulosas e Aglomerados Estelares Observados entre as Estrelas Fixas sobre o Horizonte de Paris), foi construído com objetivo de identificar objetos do céu profundo, comonebulosasaglomerados estelares e galáxias que poderiam ser confundidos com cometas, objetos de brilho fraco e difusos no céu noturno.2
Antes de Messier, vários outros astrônomos elaboraram catálogos semelhantes, como a lista de seis objetos de Edmond Halley,3 o catálogo de William Derham, baseado no catálogo de estrelas de Johannes Hevelius, o Prodomus Astronomiae, o Catálogo das Nebulosas do Sul de Nicolas Louis de Lacaille, de 1755, bem como as listas deGiovanni Domenico Maraldi e Guillaume Le Gentil e Jean-Philippe de Chéseaux. Os diferentes objetos do catálogo são designados pela letra M seguida de um número, que corresponde à ordem cronológica das descobertas ou inclusões: assim, M1 corresponde ao primeiro objeto catalogado, enquanto que a galáxia de Andrômeda, conhecida desde a Idade Média, é apenas o objeto M31. Os objetos do catálogo, conhecidos como "Objetos Messier", também constam em outros catálogos mais recentes, como o New General Catalogue (NGC).
.....................................................

História


nebulosa do Caranguejo (M1), a primeira entrada do Catálogo Messier
Messier foi motivado a elaborar o catálogo enquanto estava à procura do cometa Halley em 1758.4 5 Segundo os cálculos orbitais de Joseph-Nicolas Delisle, chefe doobservatório astronômico onde ele trabalhava, Halley reapareceria na constelação do Touro.6 Enquanto observava o céu noturno à procura de Halley, descobriu independentemente outro cometa7 e um objeto de aparência semelhante, mas que não se movia em relação às estrelas vizinhas, sendo o primeiro objeto do céu profundodescoberto pelo astrônomo francês. Esse objeto é conhecido atualmente como a Nebulosa do Caranguejo, o remanescente da supernova de 1054.8
Com o objetivo de não mais confundir esses objetos difusos e fixos com cometas, Messier decidiu procurar outros objetos que poderiam enganar a si próprio e a outros astrônomos e decidiu incluí-los em um catálogo que descrevesse suas posições exatas e características.9 Segundo o próprio astrônomo:
"O que me levou a construir o catálogo foi a descoberta da nebulosa I acima do chifre sul de Touro em 12 de setembro de 1758, enquanto observava o cometa daquele ano. Esta nebulosa tinha tamanha semelhança com um cometa em sua forma e brilho e me esforcei para encontrar os outros, de modo que os astrônomos não mais confundissem estas mesmas nebulosas com cometas."9

SAIBA MUITO MAIS, acessando
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cat%C3%A1logo_Messier







Os desenhos formados pelas estrelas
 - AS CONSTELAÇÕES - 
são como janelas que se abrem para a infinitude do universo 
e que possibilitam nossa mente a ir percebendo que existe mais, bem mais,
 entre o céu e a terra..., 
bem como percebendo que o caos, 
vagarosamente,
vai se tornando Cosmos
 e este por nossa mente sendo conscientizado.

Quer dizer, 
nossa mente é tão infinita quanto infinito é o Cosmos.

Com um abraço estrelado,
Janine Milward





http://www.raremaps.com/gallery/detail/32275/Aquarius/Jamieson.html
Map Maker: Alexander Jamieson     Striking star chart, marvelously engraved and delicately colored.