segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

A constelação Triangulum acolhendo M33, a Galáxia Triangulum


Olá!

Caro Leitor, ao comentarmos um tantinho

sobre a constelação Triangulum,
estaremos também trazendo algumas palavras
sobre o fato de que M33, a Galáxia Triangulum,
é nossa galáxia-irmã, quer dizer, pertencente ao chamado Grupo Local...

Existe o chamado Grupo Local
formado por mais de 54 galáxias 
(incluindo as galáxias anãs)
e onde reinam a Via Lactea e Andromeda, M31, 
e ainda a Galáxia Triangulum, M33.

Neste nosso Grupo, 
o centro gravitacional repousa em algum lugar entre Via Lactea e Andromeda
(e, em algum dia do futuro bem distante, estaremos nos abraçando).

No entanto, vamos encontrar alguns alfarrábios

comentando sobre o fato da possibilidade
da Galáxia Triangulum ser (ou não ser)
uma galáxia satélite de Andromeda.


(A galáxia-anã Pisces, satélite de Triangulum,

posiciona-se em equidistância entre Triangulum e Andromeda
e, portanto, podendo ser considerada como pertencente a ambas
 e atuando enquanto laço de união entre ambas).

Afirmam os alfarrábios,
que a magnitude visual de Andromeda, M31,  é 3.4
(quer dizer, pode ser observada a olho nu
em céus escuros e transparentes e em noites de ausência de Lua
- eu mesma já morei num Sítio de onde podia
observar Andromeda em visão enviesada, ou seja,
através o rápido rasgo de visão).

Afirmam os alfarrábios,
que a magnitude visual de Triangulum, M33, é 5.7
(quer dizer, dificilmente pode ser observada a olho nu...
porém é sempre aconselhável poder se tentar - por que não? -
e também recorrer a um bom par de binóculos
ou mesmo a um simpático telescópio).

De qualquer forma,
é bom que saibamos que,
ao visualizarmos 
(seja a olho nu ou seja através alguma lente óptica)
a Galáxia Andromeda, M31,
estaremos também muito próximos 
da boa visualização da Galáxia Triangulum, M33!

E, após visualizarmos ou bem nos apercebermos
dos posicionamentos dessas nossas Galáxias-Irmãs,
ao norte - Andromeda e Triangulum -,
sempre poderemos girar nossa cabeça
e voltarmos nosso corpo para o sul, bem ao sul,
e observarmos, felizes e contentes e a olho nu
(em lugares de céus escuros e transparentes e em noites sem Lua)
as Galáxias também nossas Irmãs,
as Nuvens Pequena e Grande de Magalhães
- as constelações Hydrus e Tucana acolhendo a Pequena Nuvem
e as constelações Dorado e Mons Mensa acolhendo a Grande Nuvem!

Sem dúvida alguma,
estaremos diante de

uma longa jornada
 da Terra ao Céu e ao Infinito!

Com um abraço estrelado,
Janine Milward



Stellarium







The Local Group is the group of galaxies that includes the Milky Way among others. It comprises more than 54 galaxies, counting dwarf galaxies. Its gravitational center is located somewhere between Milky Way and Andromeda Galaxy. The Local Group covers a diameter of 10 megalight-years(3.1 megaparsecs) (see 1 E+23 m for distance comparisons) and has a binary (dumbbell)[1] distribution. The group is estimated to have a total mass of 1.29±0.14 ×1012 M[1] and has a velocity dispersion of 61±8 km/s.[2] The group itself is part of the Virgo Supercluster (i.e. the Local Supercluster).[3]
The two most massive members of the group are Milky Way and Andromeda Galaxy. These two spiral galaxies each have a system of satellite galaxies.



Edwin Hubble foi o primeiro a identificar o Grupo Local, no capítulo VI do seu livro The Realm of Nebulae (Hubble 1936, págs. 124-151). Ele descreve "um típico e pequeno grupo de nebulosas o qual está isolado no campo geral". No livro, ele descreve por luminosidade decrescente, e os membros são M31, a Via LácteaM33, a Grande Nuvem de Magalhães, aPequena Nuvem de MagalhãesM32NGC 205NGC 6822NGC 185IC 1613 e NGC 147. Ele também identifica IC 10 como um possível membro do Grupo Local. No anos 70, desde o trabalho dele, o número de membros conhecidos no Grupo Local tem aumentado de 12 para 36, em 2003. Este foi de modo, quase duas dúzias de galáxias de baixa luminosidade.3

Galáxias componentes

Mapa


Sobre esta imagem
Grupo Local (mapa clicável)

Galáxias membros

Galáxias Espirais
nometipoconstelaçãonotas
Galáxia de Andrômeda (M31, NGC 224)SA(s)bAndrômedaMaior membro do grupo, recentemente (2006) descobriu-se que também é uma espiral barrada. Pode ser menos massiva que a Via Láctea.
Via LácteaSBbcnenhumaSegunda maior, contudo, a possível galáxia mais massiva do Grupo Local.4
Galáxia do Triângulo (M33, NGC 598)SAcTrianguluma única galáxia espiral não barrada e possível satélite da galáxia de Andrômeda.
................................................................. 
A listagem continua

LEIA MAIS
em


............................................ M33, A Galáxia Triangulum

É uma das únicas três galáxias espirais do Grupo Local de galáxias, as outras sendo Andrômeda e a Via-Láctea. Contudo, é significativamente menor comparada as suas companheiras espirais, embora seja maior do que a média das galáxias espirais do Universo. É provável que tenha umagaláxia satélite, a galáxia anã Pisces, embora também seja provável que a própria galáxia de Triângulo esteja ligada gravitacionalmente a Andrômeda.6
.........................................

http://pt.wikipedia.org/wiki/Gal%C3%A1xia_do_Tri%C3%A2ngulo



http://www.galex.caltech.edu/media/images/glx2009-01f_img02.jpg

NASA's Galaxy Evolution Explorer Mission celebrates its sixth anniversary studying galaxies beyond our Milky Way through its sensitive ultraviolet telescope, the only such far-ultraviolet detector in space.
The mission studies the shape, brightness, size and distance of distant galaxies across 10 billion years of cosmic history, giving scientists a wealth of data to help us better understand the origins of the universe. One such object is pictured here, the galaxy NGC598, more commonly known as M33.
The image shows a map of the recent star formation history of M33. The bright blue and white areas are where star formation has been extremely active over the past few million years. The patches of yellow and gold are regions where star formation was more active 100 million years ago.
In addition, the ultraviolet image shows the most massive young stars in M33. These stars burn their large supply of hydrogen fuel quickly, burning hot and bright while emitting most of their energy at ultraviolet wavelengths. Compared with low-mass stars like our sun, which live for billions of years, these massive stars never reach old age, having a lifespan as short as a few million years.

Credit: NASA/JPL-Caltech





http://www.raremaps.com/gallery/detail/36137/Andromede_Persee_Le_Triangle_Andromeda_Perseus_and_Triangle/Flamsteed-Fortin.html
Title: Andromede, Persee, Le Triangle (Andromeda, Perseus & Triangle)   Map Maker: John Flamsteed /  MJ Fortin



Mario Jaci Monteiro - As Constelações, Cartas Celestes




 TRIANGULUM, O TRIÂNGULO

Posicionamento:
Ascensão Reta 1h29m / 2h48m   Declinação +25o.4 / +37o.0

Mito:
O Triângulo foi colocado no céu por Júpiter, 
a pedido de Ceres que gostaria de ver o formato da Ilha da Sicília
 representado entre as estrelas.

Algumas Informações Interessantes acerca esta Constelação:
Esta constelação pode ser bem identificada
 situando-se entre as estrelas Gamma Andromedae, Alamak, e Alpha Arietis, Hamal.

Fronteiras:
A constelação do Triangulum faz fronteira com Andrômeda, Pisces, Áries e Perseus.

- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986



http://www.iau.org/static/public/constellations/gif/TRI.gif



Estrelas e objetos interessantes, em Triangulum:


Rasalmothallah - Alpha Trianguli
Magnitude 3.45
O Triângulo, oriundo do árabe Ral al Muthallath.

Beta Trianguli
Magnitude 3

R Trianguli - Estrela Variável
Ascensão Reta 02h34m    Declinação +34o.03
Magnitudes: Max 5,3  Min 12,0   Período 265,6



 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986



Triangulum (Tri), o Triângulo, é uma constelação do hemisfério celestial norte. O genitivo, usado para formar nomes de estrelas, é Trianguli. Seu deriva de suas três estrelas mais brilhantes, que formam um longo triângulo isósceles.
As constelações vizinhas são AndrômedaPiscesAries e Perseus.

Características notáveis

Estrelas

Triangulum não tem estrelas de primeira magnitude. Sua estrela mais brilhante é a gigante branca β Trianguli, com magnitude aparente de 3,00, que tem uma estrela companheira próxima. A segunda estrela mais brilhante, a subgigante de classe F α Trianguli (magnitude 3,41) que também é uma estrela binária. 6 Trianguli (conhecida em algumas fontes antigas como ι) é uma estrela dupla com um notável contraste. Um telescópio de tamanho média pode dividi-la em uma estrela amarela e uma azul. Os dois componentes são binários.[1]

Objetos de céu profundo

Galáxia do Triângulo, também conhecida como Messier 33, está localizada na constelação de Triangulum. Ela é um membro do Grupo Local e está a cerca de 2,9 milhões de anos-luz da distância. Com uma magnitude aparente de 5,8, ela é visível a olho nu apenas em céus escuros. Em céus com poluição visual, ela é muito fraca ou invisível mesmo com um telescópio pequeno ou binóculos.
Além de M33, há diversas galáxias NGC em Triangulum, todas com magnitude mais fraca que 10. As maiores incluem a galáxia espiral NGC 925, que tem um comprimento de 10 minutos de arco e uma magnitude de 10, e a galáxia espiral barrada NGC 672, com um comprimento de 5 minutos de arco e magnitude de 10,7.

História e mitologia

Triangulum foi uma das 48 constelações listadas pelo astrônomo Ptolemeu no século II, e continua como uma das 88 constelações modernas.

Um primeiro nome da constelação fora "Sicilia", pois acreditava-se que Ceres, deusa patrona da Sicília, implorou a Júpiter que a ilha fosse elevada aos céus





Alpha Trianguli (α Tri, α Trianguli) é uma estrela binária na constelação de Triangulum. É também conhecida pelos nomes tradicionais Ras al MuthallahMothallahCaput Trianguli.7
Estimativas da classificação estelar combinada do sistema variam entre F5III2 e F6IV.3 A classe de luminosidade 'IV' ou 'III' indica se o componente primário é umaestrela subgigante ou gigante, respectivamente. Alpha Trianguli é uma binária espectroscópica, cujos componentes completam uma órbita ao redor do centro de massa a cada 1,736 dias. Como a estrela primária possui um rápido período de rotação, sua forma provavelmente é de um esferoide oblato (achatada nos polos). A visão elipsoidal da estrela, vista de Terra, varia ao longo de uma órbita causando a luminosidade variar durante o mesmo período.3 Estrelas assim são chamadas devariáveis elipsoidais.
magnitude aparente média de +3,411 de Alpha Trianguli é brilhante o suficiente para a estrela poder ser vista a olho nu. Ela é a segunda estrela mais brilhantedessa fraca constelação, depois de Beta Trianguli. Medições de paralaxe colocam o sistema a uma distância de 63,3 anos-luz (19,4 parsecs) da Terra. A temperatura efetiva das camadas externas da estrela primária é de 6 288 K,5 dando a ela um tom branco-amarelado típico de estrela de classe F. Seu raio média é cerca de três vezes o raio solar.3 Estima-se que o sistema tenha uma idade de 1,6 bilhões de anos.4


Beta Trianguli (β Trianguli, β Tri) é uma estrela binária na constelação de Triangulum, localizada a cerca de 127 anos-luz da Terra.1 Embora tenha uma magnitude aparente de apenas 3,0,2 é a estrela mais brilhante dessa constelação.4 Juntamente com Alpha Trianguli, essas estrelas eram chamadas de Al Mīzān em árabe.4 Na astronomia tradicional chinesa, era a nona estrela de Tien Ta Tseang (天大將軍九).5
Beta Trianguli tem um tipo espectral de A5III, indicando que já passou pela sequência principal e é agora uma estrela gigante. Está entre as estrelas menos variáveisobservadas pela sonda Hipparcos, com a mangitude variando apenas 0,0005.6 É provavelmente uma binária espectroscópica com um período orbital de 31,39 dias e uma excentricidade de 0,43.7 As estrelas estão separadas por uma distância de menos de 5 UA.8
Com base em observações feitas pelo Telescópio Espacial Spitzer, o sistema está emitindo um excesso de radiação infravermelha. Essa emissão pode ser explicada por um disco de poeira circumbinário orbitando a uma distância de cerca de 10–20 UA das estrelas. O disco está emitindo radiação infravermelha a uma temperatura de 100 K.8


Gamma Trianguli (γ Tri, γ Trianguli) é a terceira estrela mais brilhante da constelação de Triangulum. Está localizada a aproximadamente 112 anos-luz da Terra. Tem uma magnitude aparente de +4,01 e forma uma estrela tripla óptica (coincidência na linha de visão) com Delta Trianguli e 7 Trianguli.6
Gamma Trianguli tem um tipo espectral de A1Vnn,7 o que indica que é uma estrela branca da sequência principal. A temperatura efetiva na sua fotosfera é de 9,440 K.4 Possui uma rotação rápida, com uma velocidade de 254 km/s no equador,5 o que faz a estrelas obter a forma de um esferoide oblato como Altair.6 Como ainclinação axial da estrela é desconhecida, sua velocidade equatorial é no mínimo esse valor e possivelmente maior.5 Por comparação, o Sol possui uma rotação lenta com uma velocidade equatorial de 2 km/s.8 O efeito doppler da rápida rotação resulta em linhas de absorção difusas no espectro, como indicado pelo 'nn' na classificação.9
Existe um disco de poeira orbitando a estrela, com uma massa combinada de cerca de 2,9 × 10–2 vezes a massa da Terra. Esse disco pode ser detectado porque ele é aquecido a uma temperatura de cerca de 75 K por Gamma Trianguli e está radiando isso como energia infravermelha. Ele está separado da estrela por 2,24 segundos de arco, correspondendo a 80 UA, ou 80 vezes a distância entre a Terra e o Sol.3




http://www.ipac.caltech.edu/2mass/gallery/m33atlas.jpg




Messier 33

Spiral Galaxy M33 (NGC 598), type Sc, in TriangulumTriangulum Galaxy


[m33.jpg]
Right Ascension01 : 33.9 (h:m)
Declination+30 : 39 (deg:m)
Distance3000 (kly)
Visual Brightness5.7 (mag) 
Apparent Dimension73x45 (arc min)


Probably discovered by Hodierna before 1654.

Independently discovered by Charles Messier 1764.


The Triangulum Galaxy Messier 33 (M33, NGC 598) is another prominent member of the Local Group of galaxies. This galaxy is small compared to its big apparent neighbor, the Andromeda galaxy M31, and to our Milky Way galaxy, but by this more of average size for spiral galaxies in the universe. One of the small Local Group member galaxies, LGS 3, is possibly a satellite of M33, which itself may be a remote but gravitationally bound companion of the Andromeda galaxy M31.
M33 is approaching us (our Solar System) at 182 km/s according to R. Brent Tully, or at 179 +/-3 km/s according to NED. Corrected for our motion around the Milky Way's Galactic Center, it is approaching our Galaxy at 24 km/sec.

M33 was probably first found by Hodierna before 1654 (perhaps together with open cluster NGC 752). It was independently rediscovered by Charles Messier, and cataloged by him on August 25, 1764. Nevertheless, William Herschel, who otherwise carefully avoided to number Messier's objects in his survey, assigned it the number H V.17, on the ground of an observation dated September 11, 1784. Also because of the cataloging of Herschel, the brightest and largest HII region (diffuse emission nebula containing ionized hydrogen) has obtained a NGC number of its own: NGC 604 (William Herschel's H III.150); it is situated in the northeastern part of the galaxy; apparently the bright knot near the top of our image. This is one of the largest H II regions known at all: it has a diameter of nearly 1500 light-years, and a spectrum similar to the Orion nebula M42. Hui Yang (University of Illinois) and Jeff J. Hester (Arizona State University) have taken a photograph of NGC 604 with the Hubble Space Tepescope, resolving over 200 young hot massive stars (of 15 to 60 solar masses) which have recently formed here.
..................................................................

LEIA MAIS
em



Click here for poster version of PIA12000
http://www.nasa.gov/mission_pages/galex/galexC-20090428.html
In these side-by-side images of M33, the ultraviolet image on the left was taken by the Galaxy Evolution Explorer, while the ultraviolet and infrared image on the right is a blend of the mission's M33 image and another taken by NASA's Spitzer Space Telescope. M33, one of our closest galactic neighbors, is about 2.9 million light-years away in the constellation Triangulum, part of what's known as our Local Group of galaxies. 

Image credit: NASA/JPL-Caltech 



http://www.stellarium.org/pt/



NGC 598 = M33 Galáxia Pinwheel
Ascensão Reta 01h32m     Declinação +30o.33
Tipo  S - Galáxia Espiral               Magnitude fotográfica aparente 6,19 
Dimensões Angulares  61 X 42        Distância (milhões de anos-luz) 2,4


Pinwheel Galaxy, com um diâmetro igual ao da Lua. 
 Não é fácil de ser observada devido ao seu brilho pouco intenso. 
A partir do núcleo brilhante e pequeno, 
dois grandes e principais braços espiralados 
e alguns outros braços auxiliares são observados.  
Através grandes telescópios, podemos observar 
que os braços consistem de nuvens de estrelas
e outros objetos  como estrelas variáveis, aglomerados abertos e globulares, 
nebulosas, etc.  
A distância é de 2.4 milhões de anos-luz 
e o diâmetro é de cerca de 60 mil anos-luz 
e sua luminosidade total é igual a 300 milhões de nosso Sol. 

 Como o Triângulo é vizinho à Andrômeda, 
M33 situa-se próximo às estrelas Alpha do Triangulo e Beta de Andrômeda 
e esta Galáxia distancia-se da Galáxia de Andrômeda cerca de 570 mil anos-luz.


- 6a. Edição do Atlas Celeste
de autoria de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão,
Editora Vozes, Petrópolis, ano de 1986



http://photojournal.jpl.nasa.gov/jpegMod/PIA11970_modest.jpg
PIA11970: M33: A Close Neighbor Reveals its True Size and Splendor 




One of our closest galactic neighbors shows its awesome beauty in this new image from NASA's Spitzer Space Telescope. M33, also known as the Triangulum Galaxy, is a member of what's known as our Local Group of galaxies. Along with our own Milky Way, this group travels together in the universe, as they are gravitationally bound. In fact, M33 is one of the few galaxies that is moving toward the Milky Way despite the fact that space itself is expanding, causing most galaxies in the universe to grow farther and farther apart.
................................
M33 is located about 2.9 million light-years away in the constellation Triangulum. This composite image was taken by Spitzer's infrared array camera. The color blue indicates infrared light of 3.6 microns, green shows 4.5-micron light, and red 8.0 microns.
Image Credit:
NASA/JPL-Caltech

LEIA MAIS
em
http://photojournal.jpl.nasa.gov/catalog/PIA11970




galáxia do Triângulo (Messier 33, NGC 598) é uma galáxia espiral localizada a cerca de três milhões de anos-luz na direção da constelação do Triângulo. Possui entre 40 a 60 mil anos-luz de diâmetro e uma magnitude aparente de 5,5. Foi descoberta antes de 1654 por Giovanni Battista Hodierna.
..........................................
galáxia espiral foi descoberta por Giovanni Battista Hodierna antes de 1654, juntamente com o aglomerado aberto NGC 752. Foi redescoberta independentemente pelo astrônomo francês Charles Messier, que o catalogou em 25 de agosto de 1764.William Herschel, descobridor de Urano, que usualmente não catalogava objetos já catalogados por Messier, catalogou a galáxia como a entrada H V.17 de seu catálogo durante uma observação em 11 de setembro de 1784. 6
Pode ser vista a olho nu em um céu noturno sob excelentes condições: é o objeto do céu profundo mais distante a ser visto sem o auxílio de instrumentos ópticos. É razoavelmente observado em binóculos, embora todo o seu brilho esteja distribuído em uma área quatro vezes maior do que a lua cheia, deixando sua superfície extremamente pouco brilhante. Portanto, é praticamente impossível visualizar a galáxia em telescópios que não permitam baixa magnificação. É um dos alvos preferidos para aastronomia amadora e para os astrofotógrafos amadores, pois é possível visualizar seus braços espirais e nebulosas brilhantes sem a utilização de equipamentos caros.6
...........................................

É uma das únicas três galáxias espirais do Grupo Local de galáxias, as outras sendo Andrômeda e a Via-Láctea. Contudo, é significativamente menor comparada as suas companheiras espirais, embora seja maior do que a média das galáxias espirais do Universo. É provável que tenha umagaláxia satélite, a galáxia anã Pisces, embora também seja provável que a própria galáxia de Triângulo esteja ligada gravitacionalmente a Andrômeda.6
Está se aproximando radialmente do Sistema Solar a uma velocidade de 182 km/s. Descontando a velocidade orbital do Sol em torno da Via-Láctea, Triângulo está se aproximando de nossa galáxia a 24 km/s.
Galáxia do Triângulo
Galáxia do Triângulo
Dados observacionais (J2000)
ConstelaçãoTriangulum
TipoSA(s)cd1
Asc. reta01h 33m 50,02s2
Declinação+30° 39′ 36,7″2
Distância2,38-3,07 milhões de anos-luz
(730-940 kpc)3 4
Redshift-0,000607 ± 0,0000102
Magnit. apar.5,722
Dimensões70,8 × 41,7 minutos de arco2
Características físicas
Massa5 × 10105
Outras denominações
Messier 33, NGC 0598, MCG +05-04-069, 1ES 0131+303, RX J0133.8+3039, PGC 005818.1
Mapa



......................................................   M33, A Galáxia Triangulum

Foi umas das primeiras galáxias espirais a ser identificada como tal, segundo William Parsons. Também foi umas das primeiras galáxias, por definição, reconhecidas; Edwin Hubble, com base na distância estimada com o auxílio de variáveis cefeidas, concluiu que Triângulo era um sistema estelar extragaláctico, publicando seus resultados em 1926. Vários outros objetos brilhantes da galáxia ganharam suas próprias entradas no catálogo NGC: NGC 588, 592, 595 e 603, bem como no Index Catalogue, IC 131, 132, 133, 134, 135, 136, 137, 139, 140, 142 e 143, todas visíveis em telescópios amadores com aberturas de 12,5 polegadas ou mais.6

...........................................................








.................................   

M33, A Galáxia Triangulum

Está se aproximando radialmente do Sistema Solar a uma velocidade de 182 km/s. Descontando a velocidade orbital do Sol em torno da Via-Láctea, Triângulo está se aproximando de nossa galáxia a 24 km/s. Sua maior e mais brilhante região HII (uma nebulosa difusa contendo hidrogênio ionizado) obteve seu próprio número NGC,NGC 604. É uma das maiores regiões HII conhecidas, tendo um diâmetro de 1 500 anos-luz e apresenta linhas espectrais semelhantes às encontradas na nebulosa de Órion (M42).6





Nursery of New Stars - GPN-2000-000972
NASA, Hui Yang University of Illinois ODNursery of New Stars - Great Images in NASA Description
This is a Hubble Space Telescope image (right) of a vast nebula called NGC 604, which lies in the neighboring spiral galaxy M33, located 2.7 million light-years away in the constellation Triangulum. This is a site where new stars are being born in a spiral arm of the galaxy. Though such nebulae are common in galaxies, this one is particularly large, nearly 1,500 light-years across. The nebula is so vast it is easily seen in ground-based telescopic images (left). At the heart of NGC 604 are over 200 hot stars, much more massive than our Sun (15 to 60 solar masses). They heat the gaseous walls of the nebula making the gas fluoresce. Their light also highlights the nebula's three-dimensional shape, like a lantern in a cavern. By studying the physical structure of a giant nebula, astronomers may determine how clusters of massive stars affect the evolution of the interstellar medium of the galaxy. The nebula also yields clues to its star formation history and will improve understanding of the starburst process when a galaxy undergoes a "firestorm" of star formation. The image was taken on January 17, 1995 with Hubble's Wide Field and Planetary Camera 2. Separate exposures were taken in different colors of light to study the physical properties of the hot gas (17,000 degrees Fahrenheit, 10,000 degrees Kelvin

Interstellar.cloud.arp.750pix
Uma das maiores regiões HII (imagem obtida do Observatório Palomar) encontra-se em Triângulo
The nebula cataloged as NGC 604 is a giant star forming region, 1500 light years across, in the nearby spiral galaxy, M33. Over 200 newly formed, hot, massive, stars are scattered within a cavern-like, gaseous, interstellar cloud. The stars irradiate the gas with energetic ultraviolet light stripping electrons from atoms and exciting them — producing a characteristic nebular glow.


NGC 604 é uma nebulosa de grandes dimensões, com uma extensão de aproximadamente 1500 anos-luz. Essa nebulosa se encontra a cerca de 3 milhões de anos-luz daTerra na direção da constelação do Triângulo, próxima à borda da galáxia espiral M33.1
A nebulosa NGC 604 apresenta belas cores e intensa atividade de formação estelar, sendo que muitos detalhes importantes da estrutura da nebulosa foram obtidos peloTelescópio Espacial Hubble em Agosto de 1996 e ajudaram a esclarecer muitos pontos referentes à formação de estrelas e à evolução do meio interestelar.
http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_604




......................................


 M33, A Galáxia Triangulum

É uma das únicas três galáxias espirais do Grupo Local de galáxias, as outras sendo Andrômeda e a Via-Láctea. Contudo, é significativamente menor comparada as suas companheiras espirais, embora seja maior do que a média das galáxias espirais do UniversoÉ provável que tenha umagaláxia satélite, a galáxia anã Pisces, embora também seja provável que a própria galáxia de Triângulo esteja ligada gravitacionalmente a Andrômeda.6................................
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gal%C3%A1xia_do_Tri%C3%A2ngulo


A galáxia anã Pisces é um pequena galáxia irregular e parte do Grupo LocalÉ a possível galáxia satélite da Galáxia do Triângulo (M33). Na direção da constelação dePisces, a galáxia é chamada de Pisces ou, para diferenciá-la de outros objetos astronômicos de nome similar, Pisces anã. De acordo com os o deslocamento de suas linhas espectrais, calcula-se que esta galáxia esteja se aproximando da Via Láctea com uma velocidade de 287 km/s. Seu tipo morfológico está classificado alternativamente entre esferoidal anã e irregular anã, e isto é muito raro, só há duas galáxias conhecidas desse tipo.

Pisces
Uma imagem da galáxia anã Pisces.
Descoberto porKarachentseva
Data de descobertade 1976
Dados observacionais (J2000)
ConstelaçãoPisces
TipodIrr/dSph
Asc. reta01h 03m 55.0s
Declinação+21° 53′ 06″
Distância2.51 ± 0.08 milhões de anos-luz(769 ± 25 kpc)
Redshift-287 ± 0 km/s
Magnit. apar.14.2
Dimensões2' × 2'
Outras denominações
LGS 3, PGC 3792.
Mapa








http://www.ianridpath.com/atlases/urania/urania05.jpg



Os desenhos formados pelas estrelas 
são como janelas que se abrem para a infinitude do universo 
e que possibilitam nossa mente 
a ir percebendo que existe mais, bem mais, 
entre o céu e a terra...; 
bem como percebendo que o caos, vagarosamente, 
vai se tornando Cosmos 
e sendo por nossa mente conscientizado.  

Quer dizer, 
nossa mente é tão infinita quanto infinito é o Cosmos.

COM UM ABRAÇO ESTRELADO,
Janine Milward