segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Terceira Estrela mais próxima a nós e Objetos Celestes no centro do corpo do Leão


Olá!

Em Postagens anteriores, viemos comentando sobre a estrela-alpha Leonis, Regulus,
bem como o conhecido asterismo da Foice formado por esta estrela 
e as demais estrelas das patas dianteiras e da cabeça do Leão 
e ainda sobre alguns objetos celestes naquelas direções.


Nesta Postagem, Caro Leitor,
encontre alguns comentários sobre Wolf 359,
a terceira estrela mais próxima a nós, depois de Alpha Centauri e da Estrela Barnard.

Encontre também comentários sobre os objetos celestes mais importantes
e que são acolhidos na direção do centro do corpo do Leão:

No corpo do Leão,
vamos encontrar M95 e M96 e M105,
formando o Grupo M96 
e acolhendo ainda outras galáxias menos significativas.

O Grupo M96 (na parte central do Leão)
vem sendo conhecido como Grupo Leo I
e, por causa da proximidade entre este Grupo M96 e o Grupo M66
(este último na parte traseira do Leão),
ambos tornaram-se subgrupos pertencentes ao Grupo Leo I.

E ainda, pelo fato da proximidade da estrela-alpha Leonis, Regulus,

e todo seu brilho, no céu estrelado,
algumas vezes o Grupo Leo I é conhecido como Regulus Dwarf.

Boa Observação, Boa Leitura e Bons Estudos!

Com um abraço estrelado,
Janine Milward


Stellarium




Johann Bayer — Leo
Mario Jaci Monteiro - Cartas Celestes, As Constelações - CARJ


Mario Jaci Monteiro - As Constelações, Cartas Celestes
 - excerto apresentando ALFABETO GREGO, CONVENÇÕES E USO DA CARTA CELESTE








http://pt.wikipedia.org/wiki/NGC_3239#mediaviewer/Ficheiro:Leo_constellation_map.png
Leo constellation map


Copyright © 2003 Torsten Bronger.


ESTRELA WOLF 359:


Wolf 359 é uma estrela localizada a aproximadamente 2,4 parsecs ou 7,8 anos-luz da Terra, o que a torna uma das estrelas mais próximas (somente Alfa Centauri e aEstrela de Barnard estão mais perto). Sua posição celestial é a constelação do Leão, próximo à eclíptica. É uma anã vermelha eruptiva extremamente fraca, invisível a olho nu.
..................................................
Wolf 359 primeiramente chamou a atenção de astrônomos devido a seu movimento transversal relativamente alto, que é conhecido como movimento próprio. Uma alta taxa de movimento próprio pode indicar que a estrela está localizada perto da Terra, pois estrelas mais distantes deveriam se mover a velocidades muito mais altas para alcançar essa mesma velocidade angular na esfera celeste. O movimento próprio de Wolf 359 foi medido pela primeira vez em 1917 pelo astrônomo alemão Max Wolf, com a ajuda de astrofotografia. Em 1919 ele publicou um catálogo com mais de mil estrelas com alto movimento próprio.12 Ele listou essa estrela com o número 359 e ela tem sido chamada desde então de Wolf 359 em referência a esse catálogo.13


Wolf 359 é a estrela alaranjada um tantinho acima do centro
dessa astrofotografia de 2209.
https://en.wikipedia.org/wiki/Wolf_359#/media/File:Wolf359.jpg
"Wolf359" by Klaus Hohmann, http://astrofotografie.hohmann-edv.de/ - Klaus Hohmann. Licensed under Public Domain via Wikimedia Commons - https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Wolf359.jpg#/media/File:Wolf359.jpg

Wolf 359
Wolf 359 (center). 
Image: ESO Online Digitized Sky Survey
http://www.daviddarling.info/encyclopedia/W/Wolf_359.html


Wolf 359
Dados observacionais (J2000)
ConstelaçãoLeo
Asc. reta10h 56m 28,9s1
Declinação+07° 00′ 52,8″1
Magnitude aparente13,5071
Características
Tipo espectralM6 V1
Cor (U-B)+1,1652
Cor (B-V)+2,0342
VariabilidadeUV3
Astrometria
Velocidade radial+19 ± 1 km/s4
Mov. próprio (AR)-3 842 mas/a1
Mov. próprio (DEC)-2 725 mas/a1
Paralaxe419,10 ± 2,10 mas1
Distância7,78 ± 0,04 anos-luz
2,39 ± 0,01 pc
Magnitude absoluta16,655
Detalhes
Massa0,096 M
Raio0,167 R
Gravidade superficial5,5 (log g)8
Luminosidade0,00099 a 0,001110 L
Temperatura2 800 ± 10010 K
Metalicidade[Fe/H] +0,18 ± 0,1711
Rotação< 3,0 km/s4
Idade100–350 milhões10 deanos
Outras denominações
CN Leonis, CN Leo, GJ 406, G 045-020, LTT12923, LHS 36.1
Leo constellation map.png



Leia mais sobre Wolf 359
acessando
https://en.wikipedia.org/wiki/Wolf_359


http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_nearest_stars_and_brown_dwarfs#mediaviewer/File:Nearby_Stars_(14ly_Radius).svg
Nearby Stars (14ly Radius)
Inductiveload - self-made, Mathematica, Inkscape. See also: http://www.daviddarling.info/encyclopedia/S/starsnearest.html


VEJA O VÍDEO:

Flying among the closest stars to the Solar System.ogg

http://en.wikipedia.org/wiki/File:Flying_among_the_closest_stars_to_the_Solar_System.ogg




Mario Jaci Monteiro -
excerto da Carta Celeste sobre a constelação do Leão
Cartas Celestes, As Constelações



OBJETOS CELESTES
 NO CENTRO DO CORPO DO LEÃO


Caro Leitor,

No corpo do Leão,
vamos encontrar M95 e M96 e M105,
formando o Grupo M96 
e acolhendo ainda outras galáxias menos significativas.

M65 e M66 foram descobertos por Charles Messier 
e catalogados em março de 1780.

No entanto, M105, descoberto por Mechain,
 não foi incluído no Catálogo Messier
- por alguma razão que desconhecemos -
e somente assim aconteceu em 1947, como um objeto adicional.






O Grupo M96 (na parte central do Leão)
vem sendo conhecido como Grupo Leo I
e, por causa da proximidade entre este Grupo M96 e o Grupo M66
(este último na parte traseira do Leão),
ambos tornaram-se subgrupos pertencentes ao Grupo Leo I.

E ainda, pelo fato da proximidade da estrela-alpha Leonis, Regulus,

e todo seu brilho, no céu estrelado,
algumas vezes o Grupo Leo I é conhecido como Regulus Dwarf.




Bright Star Regulus near the Leo 1 Dwarf Galaxy 
Credit & CopyrightRussell Croman
Explanation: The star on the upper left is so bright it is sometimes hard to notice the galaxy on the lower right. Both the star, Regulus, and the galaxy, Leo I, can be found within one degree of each other toward the constellation of Leo. Regulus is part of amultiple star system, with a close companion double star visible to the upper right of the young main sequence star. Leo I is a dwarf spheroidal galaxy in the Local Group of galaxies dominated by our Milky Way Galaxy and M31. Leo I is thought to be the most distant of the several known small satellite galaxies orbiting our Milky Way Galaxy. Regulus is located about 75 light years away, in contrast to Leo 1 which is located about 800,000 light years away.




Leia, Caro Leitor,
alguns excertos de textos mais abaixo apresentados:


O Grupo M96 
(também conhecido como Grupo Leo I) 
é um grupo de galáxias 
na constelação do Leão e contém entre 8 e 24 galáxias, 
incluindo Objetos Messier.
Esse grupo é um dos muitos grupos
 que se situam dentro do Superaglomerado Virgo
(quer dizer, o Superaglomerado Local).

(minha tradução simples e direta para o texto encontrado
mais abaixo, em inglês, e extraído de http://en.wikipedia.org/wiki/Leo_I_Group)


O Grupo M96 pode ser fisicamente relacionado ao Grupo M66

e estes podem ser considerados praticamente na mesma distância
e situados praticamente próximos no céu.

(minha tradução simples e direta para um trecho extraído de
http://messier.seds.org/more/m096gr.html)


Leo I é um Grupo grande e proeminente e consistido,
 predominantemente, 
de galaxias espirais em Leão.

Leo I consiste de dois principais subgrupos:
o Grupo M66 e o Grupo M96.

O primeiro situa-se a cerca de 35 milhões de anos-luz 
e é centrado através galáxias espirais M65, M66 e parte de NGC3628, 
e também conhecido como Leo Triplet.

Não muito distante do Grupo M66 
e quase fisicamente relacionado a este, 
encontra-se o Grupo M96, bem maior e dominado por M96,
 a cerca de 41 milhões de anos-luz,
 M95 e M101 e NGC 3384.  
Outros membros menos significativos incluem ......
...........................................................

Em função do fato de que Leo I encontra-se bem próximo 
à estrela Regulus
no céu 
(tornando o estudo do mesmo mais dificultado 
por causa da luz dessa estrela luminosa), 
algumas vezes Leo I é conhecido como Regulus Dwarf ....
.....................................

(minha tradução simples e direta para o texto encontrado
mais abaixo, em inglês, e extraído de http://www.daviddarling.info/encyclopedia/L/Leo_I.html)






The M96 Group (also known as the Leo I Group) is a group of galaxies in the constellation Leo. This group contains between 8 and 24 galaxies, including three Messier objects.[1][2][4][3] The group is one of many groups that lies within the Virgo Supercluster (i.e. the Local Supercluster).[5]


Local supercluster-ly.jpg
http://en.wikipedia.org/wiki/Local_Supercluster#mediaviewer/File:Local_supercluster-ly.jpg
Local supercluster-ly


M96 Group
AnttlersM95-m96.jpg
M95 (left) and M96 (right). Credit:Scott Anttila.
Observation data (Epoch J2000)
Constellation(s)Leo
Right ascension[1][2]
Declination[1][2]
Other designations
Leo I Group,[3] LGG 217,[1] NOGG H 507,[2]
NOGG P1 498,[2] NOGG P2 507[2]
Members of the M96 Group
NameType[6]R.A. (J2000)[6]Dec. (J2000)[6]Redshift (km/s)[6]Apparent Magnitude[6]
M95SB(r)b10h 43m 57.7s+11° 42′ 14″778 ± 411.4
M96SAB(rs)ab10h 46m 45.7s+11° 49′ 12″897 ± 410.1
M105E110h 47m 49.6s+12° 34′ 54″911 ± 210.2
NGC 3299SAB(s)dm10h 36m 23.8s+12° 42′ 27″641 ± 613.3
NGC 3377E5.510h 47m 42.4s+13° 59′ 08″665 ± 211.2
NGC 3384SB(s)010h 48m 16.9s+12° 37′ 46″704 ± 210.9
NGC 3412SB(s)010h 50m 53.3s+13° 24′ 44″841 ± 211.5
NGC 3489SAB(rs)011h 00m 18.6s+13° 54′ 04″677 ± 211.1
The Leo Triplet, which includes the spiral galaxies M65M66, and NGC 3628,[1][2][4] is located physically near the M96 Group.[7] Some group identification algorithms actually identify the Leo Triplet at part of the M96 Group.[2][3] The two groups may actually be separate parts of a much larger group.[7]



LEIA MAIS SOBRE O GRUPO LEO
acessando


http://en.wikipedia.org/wiki/Leo_I_Group#mediaviewer/File:AnttlersM95-m96.jpg
AnttlersM95-m96
Original uploader was Anttler at en.wikipedia


M95 and M96 are both spiral galaxies 20 million light-years from Earth. Though they are visible as fuzzy objects in small telescopes, their structure is only visible in larger instruments. M95 is a barred spiral galaxy. M105 is about a degree away from the M95/M96 pair; it is an elliptical galaxy of the 9th magnitude, also about 20 million light-years from Earth.[1]
http://en.wikipedia.org/wiki/Leo_(constellation)

Messier 95 (NGC 3351) é uma galáxia espiral localizada a cerca de trinta e oito milhões de anos-luz (aproximadamente 11,65 megaparsecs) de distância na direção da constelação de Leão. Possui uma magnitude aparente de 9,7, uma declinação de +11º 42' 13" e uma ascensão reta de 10 horas, 43 minutos e 57,7 segundos.
A galáxia NGC 3351 foi descoberta em 20 de Março de 1781 por Pierre Méchain.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_95




http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_95#mediaviewer/Ficheiro:The_VLT_goes_lion_hunting.jpg
The VLT goes lion hunting


Messier 96 (NGC 3368) é uma galáxia espiral localizada a cerca de trinta e oito milhões de anos-luz (aproximadamente 11,65 megaparsecs) de distância na direção da constelação do Leão. Possui aproximadamente cem mil anos-luz de diâmetro, uma magnitude aparente de 9,3, uma magnitude absoluta de -21,1, uma declinação de +11º 49' 25" e uma ascensão reta de 10 horas 46 minutos 45,9 segundos.
A galáxia NGC 3368 foi descoberta em 20 de Março de 1781 por Pierre Méchain, na mesma ocasião descobriu-se a galáxia vizinha M95. Esta galáxia pertence aoGrupo de Galáxias Leão I.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_96#mediaviewer/Ficheiro:NGC_3368_ESO.jpg
NGC 3368 ESOCC BY 3.0


Messier 105 (também conhecida como M105 e NGC 3379) é uma galáxia elíptica na direção da constelação de Leo. Possui uma declinação de +12° 34' 54" e umaascensão reta de 10 horas, 47 minutos e 49.6 segundos.
galáxia M105 foi descoberta por Pierre Méchain, em 24 de março de 1781.
..................................
galáxia elíptica situa-se a uma distância de aroximadamente 38 milhões de anos-luz em relação à Terra e é a galáxia elíptica mais brilhante de seu grupo galáctico, o grupo M96.1
Sua região central contém um buraco negro supermaciço com massa equivalente a 50 milhões de vezes a massa solar. Se afasta radialmente da Terra a uma velocidade de 752 km/s.1


http://pt.wikipedia.org/wiki/Messier_105#mediaviewer/Ficheiro:Messier_105.jpg


Messier 105
Messier 105, NASA
Descoberto porPierre Méchain
Data de descoberta24 de marçode 1781
Dados observacionais (J2000)
ConstelaçãoLeo
TipoE1
Asc. reta10h 47m 49.6s
Declinação+12° 34′ 54″
Distância32 ± 1.6 milhões de anos-luz (9.8 ± 0.5 Mpc)
Redshift911 ± 2 km/s
Magnit. apar.10.2
Dimensões5′.4 × 4′.8
Características físicas
Raioanos-luz
Outras denominações
Messeir 105, NGC 3379, UGC 5902, MCG+02-28-011, H I-79, h 757, GC 2203, CGCG 066.018, PGC 32256.
Mapa
Messier 105
Leo constellation map.png



CARO LEITOR,
CONHEÇA MEU TRABALHO
VISITANDO OS OBJETOS MESSIER
E SOBRE OS OBJETOS MESSIER NA CONSTELAÇÃO LEO
EM
http://visitandoosobjetosmessier.blogspot.com.br/2014/09/leo.html

http://www.aai.ee/muuseum/Uranomeetria/Pictures/Web/Reissig_W_018.jpg
(Imagem invertida através o Programa Corel)




http://en.wikipedia.org/wiki/Leo_I_(dwarf_galaxy)#mediaviewer/File:Ugc5470.jpg
Ugc5470



A constelação do garboso Leão
é verdadeiramente muito interessante
não somente por causa do desenho de suas estrelas
figurando o rei dos animais dos céus estrelados
como também, ao longo dos tempos,
foi nos revelando objetos que realizaram-se enquanto galáxias,
enquanto Grupos de galáxias, enquanto fusão desses Grupos
e ainda enquanto fazendo parte
- como Galáxia Anã denominada Leo I ou Regulus Dwarf -
de nosso chamado Grupo Local!

Com o tempo, entrou em cena Leo II
-  que encontra-se ainda além o Grupo Leo I
(que é bem mais próximo),
porém ambos situam-se numa mesma região.

Com o tempo, entrou em cena Leo III.

Com o tempo, entraram em cena Aglomerados de galáxias.
Com o tempo, entrou em cena o Superaglomerado Leo.
Com o tempo, e bem recentemente (em setembro de 2014!),
entrou em cena Laniakea,
nosso novo endereço dentre as estrelas do céu que nos protege,
esse Céu Imensurável!


Com um abraço estrelado,
Janine Milward



http://www.ianridpath.com/atlases/urania/urania20.jpg



Os desenhos formados pelas estrelas
 – As Constelações -
 são como janelas que se abrem para a infinitude do universo 
e que possibilitam nossa mente a ir percebendo que existe mais, 
bem mais, 
entre o céu e a terra 
bem como percebendo que o caos, 
vagarosamente, 
vai se tornando Cosmos 
e sendo por nossa mente conscientizado.  

Quer dizer, 
nossa mente é tão infinita quanto infinito é o Cosmos.

COM UM ABRAÇO ESTRELADO,
Janine Milward